Home » Eu Já Passei » Vocês conhecem a Marguinha Concurseira?

QUANDO COMECEI A MINHA MARATONA EM CONCURSO PÚBLICO:

Comecei a me preparar em 2005, estudava matemática básica e língua portuguesa. Até então, tinha terminado a faculdade de informática nesse período, e tinha resolvido dedicar aos concursos. Em dezembro, entrei num curso de interpretação de texto, com uma professora excelente aqui no Rio de Janeiro, nesse período tinha feito o concurso para prefeitura do Rio- cargo agente educador e fiquei na colocação em 1471, eu achava que tinha dado um grande passo. Mas, não tinha conseguido ainda e fiquei super triste. Só sei que só português foram 02 anos e meio de estudos.

Em 2007, havia conseguido uma oportunidade para dar aula de professora de informática, mas estava feliz e pensava que ia progredir e fui deixando de lado o concurso, fiquei dois anos nessa escola como professora de informática, ganhava R$ 10,00 por turma, o salário mensal era R$ 200,00. Como eu sempre fui uma pessoa determinada e nunca acostumava a ficar “na zona de conforto”, no mesmo ano em junho/2007 fui para outra faculdade de Letras (português e literatura), todo o que ganhava pagava a mensalidade. Deixei os concursos de lado, e em janeiro de 2009, fui demitida da escola, e tudo o que recebi quitei o último ano da Universidade. A vida me ensinou, mais uma vez, aprendi uma grande lição: “que tinha que retornar aos meus estudos para concursos”.

No dia da minha rescisão, cheguei a ouvir as seguintes palavras do dono do colégio:as portas estarão abertas caso deseje retornar.” Então, eu disse: o Sr. Pode deixá-la fechada, porque eu não costumo retornar aos locais que saio, porque não tenho hábitos de bater em portas que se fecham para mim, além do mais eu já decidir : “eu nunca mais vou ouvir esta palavra DEMISSÃO no meu ouvido, vou buscar o meu cargo público.

Eu já determinada, logo que, comecei a estudar; a primeira coisa que fiz foi procurar as experiências de pessoas que já tinham sido aprovadas nos concursos públicos. Nessa buscar encontrei muita coisa legal, mas um eu destaco aqui, alguns: “O manual dos concurseiros” e dentro outros sites de estudos “O Site WWW.EUVOUPASSAR.COM.BR, porque tinham tudo o que precisava para granjear a minha aprovação, por ter resolução de provas por bancas, isso é muito difícil encontrar em outros cursos online.

COMO EU ESTUDEI:

1) MONTEI O MEU PLANEJAMENTO DE ESTUDO EM CIRCULO: Preparei a minha estratégia para estudar, no inicio comecei com as matérias comuns de quaisquer concursos públicos: português, direito administrativo, constitucional, raciocínio lógico e informática.

Isso é muito importante também, porque o aluno evita o ziguezague, que é prejudicial na preparação nos concursos públicos, e quando sair “o seu concurso desejado”, ele vai estudar só uma matéria do seu concurso quando chegar a fazer.

2) NO INICIO SIM, FIZ CURSINHOS PRESENCIAIS, MAS SÓ PORTUGUÊS. As outras disciplinas eu aprendi em casa, eu já tenho autodidata isso me facilitou, sei que tem colegas, que não se habituam a isso, gostam de sala presencial., contato com professores não foi barreira, pois os Marcelo Bernardo, João Antônio e Lidiane, sempre me responderam os meus emails.

3) ESTUDOS EM GRUPO : Estudei sim, mas as minhas colegas que estudavam comigo, resolveram desistir, pois nem sempre encontramos pessoas que tenham o mesmo foco que a gente, quer estudar para até passar. Se você tiver pessoas que saibam mais que você em algumas matérias é ótimo, do caso contrário, não é muito produtivo.

4) LUGARES DE ESTUDOS: Depois do curso presencial de português, sempre estudei em casa até a aprovação. No meu quarto, além dos livros, caixas boxes separada por disciplina. O local é arejado, porta fechada e livre de barulho. Eu acompanhava todos os dias, o meu planejamento de estudo e focava nele; até o fim “sempre teoria e prática”. Ou seja, estude um tópico da teoria e faça muitos exercícios do assunto.

5) MOMENTOS DE DESÂNIMO HOUVE SIM: Estudar é muito desgastante, principalmente quando se depende da aprovação para ter uma vida normal. Você tem estar focado na aprovação incondicionalmente. Eu, às vezes, me tinha vontade de parar, por falta-me recursos financeiros. Eu criava até frase para dar animo, assim: “Marguinha, isso é só um momento que vai passar”. Eu sempre pedia a Deus, para me dar forças, praticava esportes, até fiz a acupuntura porque a minha médica que era também concurseira, indicou-me para fazer para tirar a ansiedade.

6) AS MINHAS PRINCIPAIS DIFICULDADES FORAM: Afalta de grana, não tinha dinheiro, eu era ajudada pelos meus pais, em passagens e alguma coisa que eu precisava. Mas, é ruim, ficar pedindo aos pais, e nem sempre eles tem para dar. Em 2010 teve a prova de recenseadora do IBGE (Censo 2010), era temporária. Mas me ajudou bastante, eu comprei diversos materiais para concursos. Entretanto, foi em 2009, que havia conquistado a vaga do DETRAN/RJ, no mesmo ano que eu havia decidido estudar para passar, e nunca mais ouvir a palavra ”demissão. Foi 2010 que trabalhei no censo e este ano foi que também passei para prefeitura do Rio de Janeiro, no mesmo concurso que tinha ficado em 2006 em 1471 na classificação, que pela segunda vez, sem estudar como da outra vez, porque dei continuidade fiquei em 147 na colocação. Em 2011, em outubro vieram as duas convolações: Em 06/10/2011 saiu minha convocação na prefeitura do RIO em 21/10 veio a do DETRAN/RJ. Na feira da carreira publica, eu encontrei o professor João Antônio para contar a minha conquista.

MINHAS DICAS A TODOS AMIGO(A)S CONCURSEIRO(A)S DO EUVOUPASSAR: Nunca deixem de acreditar na própria capacidade. Eu fiz duas faculdades, mas elas não me garantiram nada. Em concurso público, o esforço é o motor da aprovação. Dediquem seu tempo à realização de provas passadas, façam diversos exercícios e as resoluções de provas do site euvoupassar são ótimas, porque aprendemos a fazer provas.

Evitem sempre o ziguezague, procurem fazer sempre concursos públicos como treinos, pois tiram sempre o nervosismo e ajuda na preparação, o contato com a prova e aquele clima gostoso de estar disputando com outros, isso é muito bom, concurseiro! Não olhe o número de candidato, pois o maior rival é você mesmo, se tiver bem preparado, vencerás, então treine bastante até ficar bom.

Peço que numa intensa preparação, não deixem de fora estas duas palavrinhas mágicas: a fé e paciência. Isso é tudo, para quem deseja vencer ”nessa terra de gigantes”, que é o concurso público.

Portanto, muitas vezes, muitos concurseiros não conseguem conquistar porque querem já para amanhã, e não é assim, é até passar. Então, guardem-nas no coração e na mente e não se esqueçam de ser organizado, dedicado e disciplinadono seu planejamento de estudo.

Boa sorte a todos e espero ter ajudado a vocês do Euvoupassar, como minha experiência de vida nos concursos públicos.

Deus abençoe a quem lê e

Ajude quem está nessa maratona.

Margareth Menezes: A Marguinha Concurseira

[email protected]r

2 Comments

  1. Elvis disse:

    Parabéns pela dedicação e persistência. Estou na luta, tenho o curso de Sistema de Informação e estou cursando Matemática, sei que não ajuda muito, é preciso força, dedicação e paciência, espero um dia passar e poder relatar minhas aventuras em concursos.

  2. Tiago disse:

    Parabéns pela vitória, sei bem o que é estudar na espera de uma aprovação para ser ter uma vida “normal”, já passei por isso, mas pretendo retomar estudos para novos horizontes. Sua história foi motivadora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *