Home » News » Sectec pede anulação de concurso para professores e servidores, em GO

Para instituição, houve irregularidade semelhante à das provas da polícia. Exame também foi elaborado pela UEG; resultado final já foi divulgado.

A Secretaria de Ciência e Tecnologia (Sectec) quer a anulação do processo seletivo para a contratação de professores e apoios administrativos temporários para os Centros de Educação Profissional (CEPs). O pedido foi feito à Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan) nesta terça-feira (26). O motivo seria o indício de irregularidade nas provas objetivas semelhante ao encontrado nos exames cancelados dos concursos das Polícias Civil e Militar de Goiás.

O concurso da Sectec, que foi aplicado em 16 de dezembro do ano passado, foi elaborado pela Universidade Estadual de Goiás (UEG) para o preenchimento de 296 vagas de professores e servidores técnico-administrativos temporários nos CEPs. Em Goiás, há 12 centros de educação da Sectec, ambos localizados em Goiânia.

O resultado final do concurso saiu no dia 13 de fevereiro. Apesar do resultado da seleção já ter sido divulgado, os candidatos aprovados ainda não foram convocados pela Segplan.

A Sectec informou, em nota, que os problemas se restringem às provas objetivas. Os exames de desempenho didático, realizados pela própria Secretaria, foram aplicados entre os dias 14 e 18 de janeiro deste ano. A Sectec e a Segplan comunicarão posteriormente as datas das novas provas objetivas e de desempenho didático.

Procurada pelo G1, a assessoria da Segplan afirmou que não vai se pronunciar enquanto não houver uma posição se o concurso será mesmo cancelado.

A assessoria da UEG disse ao G1 que se posicionará em breve.

Fonte: G1

Saiba mais no SOS Concurseiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Login