Home » News » Tribunal Regional Federal da 3ª Região deve realizar concurso em breve

Com pelo menos 50 cargos vagos atualmente, o Tribunal Regional Federal da 3ª Região, que envolve os Estados de São Paulo e do Mato Grosso do Sul, realizará um novo processo seletivo ainda neste ano.

Apesar de não precisar ainda quando será realizado o certame, a assessoria de imprensa do órgão informou que há postos disponíveis nas carreiras de analista judiciário (10), técnico judiciário (29) e auxiliar judiciário (11), distribuídos entre diversas áreas de especialização.

Entretanto, “o quantitativo de vagas e os cargos a serem disponibilizados no concurso público só serão definidos por ocasião da expedição do respectivo edital”, informou a comunicação do Tribunal.

 Cargos e salários

Atualmente, o TRF3 conta com um quadro de pessoal de 1.867 servidores, sendo 599 analistas judiciários, 1.234 técnicos judiciários e 34 auxiliares judiciários.

Para concorrer a técnico, o candidato deve possuir o nível médio. O salário inicial chega a R$ 4.623. O cargo de analista exige nível superior e conta com remuneração de R$ 7.181,52. Os aprovados têm direito a benefícios como auxílio-alimentação e auxílio-transporte.

No final do ano passado, o Tribunal havia conseguido a aprovação de crédito suplementar no valor de R$ 8,3 milhões pelo Congresso Nacional, montante através do qual será viabilizada a abertura da próxima seleção.

Alterações no edital

A comissão organizadora já deu início ao processo de elaboração dos editais e estuda mudanças tanto para a carreira de técnico quanto analista judiciário. Para o primeiro, o objetivo é aumentar a carga de conteúdo na área de direito. E para todas as carreiras, inclusive analista, o plano é abolir a prova prática de formatação de texto e digitação. Porém, essas medidas ainda dependem de aprovação interna para vigorar.

Em 2007, ano do último edital para servidores do TRF 3, a organização coube à Fundação Carlos Chagas. Foram abertas 112 oportunidades para técnico e analista, distribuídas por ambos os Estados. Para analista, as ofertas eram para profissionais com formação em direito, arquitetura, biblioteconomia, ciências contábeis, engenharias civil e elétrica, análise de sistemas, medicina, odontologia, psicologia e serviço social. Já para técnico, a seleção envolvia as áreas administrativa, de apoio especializado em contabilidade, informática, operação de computador e segurança. Na ocasião, os salários previstos eram de R$ 2.915 (técnico) e R$ 4.796,47 (analista).

Fonte: JC Concursos

Saiba mais no SOS Concurseiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Login