Home » News » Artigo: O administrador concurseiro

A escolha pela carreira de serviço público deve ser pautada não apenas pelo ótimo salário mas pelo interesse em contribuir para o desenvolvimento do país

Ser concurseiro no Brasil é normal. A “safra” de oportunidades em nosso país é vasta, existe muita oferta de concursos e bons salários. O mercado globalizado exige maior especialização da administração pública para os negócios, bem como servidores com competências e habilidades necessárias para o acompanhamento de novos rumos de gestão pública.

Quem decide fazer concurso, certamente tem como primeiro atrativo para tal decisão o fator salário. Em busca de estabilidade num país em que existem índices altos de desemprego, o governo surge como uma saída para quem se vê explorado pela iniciativa privada, podendo a qualquer momento ser demitido.  O governo raramente demite servidores em massa, por isso estes gozam da tal estabilidade.

Além dos aspectos citados, existe um que não se menciona, ou para muitos é irrelevante: a oportunidade de colaborar com o país no combate à corrupção na gestão pública. Refiro-me, em especial, a todos os administradores que optam pela carreira pública. Designados para gestão, habilitados para atuar em favor da sociedade, com ética e probidade, nós somos parte do desenvolvimento desse país. Devemos contribuir para uma gestão pública assertiva, capaz de produzir os resultados por ela estabelecidos sem que sejam negligenciados os princípios regentes da Administração Pública estabelecidos pelo artigo 37 da Constituição Federal de 1988.

Fonte: Administradores.com
Saiba mais no SOS Concurseiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *