Home » News » GO: Candidatos fazem prova para agente da Polícia Civil, mas temem anulação

Provas foram realizadas neste domingo; mais de 22 mil pessoas se inscreveram. Justiça ainda não decidiu se afasta a UEG da organização do certame.

Candidatos ao cargo de agente da Polícia Civil de Goiás afirmaram que estão desconfiados quanto à seriedade do concurso. Eles temem que o exame seja anulado pela Justiça. Alguns, inclusive, protestaram usando narizes de palhaço antes da realização das provas objetiva e discursiva, neste domingo (17). “Não tem graça essa situação. É uma palhaçada”, disse um dos inscritos no certame, que não quis se identificar.

O exame seria realizado no último dia 3, mas foi suspenso devido a suspeita de fraude nos concursos da Segurança Pública de Goiás. Mais de 22 mil pessoas se inscreveram no processo seletivo.

A Secretaria Estadual de Gestão e Planejamento decidiu manter a Universidade Estadual de Goiás na organização dos sete concursos públicos do estado que foram cancelados. Mesmo assim, o concurso para agente ainda pode ser suspenso, pois o Ministério Público de Goiás propôs ação civil pública pedindo o afastamento da instituição da elaboração dos exames.

O diretor interino do Núcleo de Seleção da UEG, Karlos Matias Oliveira, afirmou que está confiante que a Justiça não vai cancelar a prova. “Está tudo ocorrendo tranquilamente, fizemos as correções necessárias, os problemas foram sanados para manter a universidade na realização do certame”, ressaltou. O diretor informou também que a segurança foi reforçada com o apoio de policiais federais.

Suspeita de fraude
As suspeitas de irregularidades começaram no dia 25 de fevereiro e levaram ao cancelamento de sete concursos que já haviam sido realizados. São eles: soldado e oficial/cadete da Polícia Militar; de escrivão, agente e delegado da Polícia Civil; de pesquisador do Instituto Mauro Borges; e de cargos técnicos e administrativos da Secretaria de Ciência e Tecnologia (Sectec). Segundo a Secretaria de Gestão e Planejamento do estado (Segplan), quase 80 mil pessoas foram afetadas.

A denúncia de fraude envolvendo os exames começou quando candidatos ao cargo de delegado fizeram uma campanha na internet reclamando da sequência numérica e de letras, que se repetia. “Fraude delegado PCGO! Para passar bastava decorar duas sequências de letras”, era o que trazia um dos posts nas redes sociais.

Os gabaritos das provas objetivas canceladas dos concursos para as polícias Civil e Militar em Goiás tinham apenas duas sequências de letras, que se repetiam até completar as 100 questões. A denúncia foi feita por candidatos ao Ministério Público de Goiás e nas redes sociais, logo após a divulgação do resultado preliminar pela UEG. Segundo eles, ao analisar concursos anteriores da área de Segurança Pública, foi constatado o mesmo problema.

A prova A de delegado, por exemplo, tinha uma sequência de letras nas questões de 1 a 10 e outra na de 11 a 20. Depois, a mesma ordem se repetia, até completar as 100 questões objetivas, num total de 5 repetições cada. As provas B, C e D apresentavam o mesmo esquema da prova A. “A prova do tipo A que teve no domingo retrasado para escrivão é do mesmo tipo do tipo B para delegado”, afirma uma das inscritas no processo seletivo.

Fonte: G1
Saiba mais no SOS Concurseiro

2 Comments

  1. Matahato disse:

    Eu fiz a prova pre escrivão e investi muito dinheiro desde a preparação até o dia da prova, foi cancelado; no próximo dia 24 farei a prova novamente e mais uma vez vou gastar, se anularem a prova novamente vai ser um golpe duro. Que a lisura e a justiça prevaleçam.

  2. Azenate disse:

    O que tenho a dizer é simples e concreto, pois, está deve realmente ser anulada em consequência dos absurdos de erros cometidos na prova e ainda mais, questões que não esta no gabarito entre outras com duas ou mais alternativas corretas sem contar com as que estão equivocadas. Na minha concepção, esta deve ser repetida porém, foi muito mal elaborada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Login