Home » News » MG: Professores aprovados em concurso do Estado reclamam do valor dos exames admissionais

Secretaria de Estado da Educação iniciou a nomeação de professores aprovados no último concurso público, cuja lista foi publicada no jornal Minas Gerais, da última terça-feira (5). Neste primeiro momento, foram nomeados 1.763 docentes para os cargos de professor de Educação Básica nas disciplinas de Física, Língua Estrangeira Moderna Espanhol, Língua Estrangeira Moderna Inglês e Português. Até julho próximo, serão nomeados cerca de 11,7 mil candidatos aprovados.

Segundo a Secretaria, as nomeações serão publicadas em grupos, de modo a facilitar a realização dos exames admissionais dos novos servidores. Vale lembrar que, no total, foram abertas 13.993 vagas para os cargos de professores em todo o Estado no último concurso público. A Secretaria de Educação pode nomear os aprovados ao longo de todo o prazo de validade do certame, que é de dois anos, prorrogável por mais dois, a partir da homologação.

Depois de publicada a nomeação, os aprovados devem se submeter a exame médico pré-admissional, a ser realizado pela Superintendência Central de Perícia Médica e Saúde Ocupacional (SCPMSO), da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag).

As perícias são realizadas em unidade central ou unidades regionais da Superintendência e o cronograma de convocação dos candidatos é divulgado no site da Seplag dedicado a informações sobre o concurso público. No dia da perícia, o candidato deve apresentar uma série de documentos, além dos resultados de exames laboratoriais exigidos em edital. A lista dos exames exigidos, assim como todas as informações necessárias sobre a perícia médica, podem ser encontradas na nota de esclarecimento 06, disponível no site da Seplag.

Exames – O início dos exames admissionais é nesta segunda-feira (11). Entretanto, professores que passaram no concurso público estão reclamando, já que os exames admissionais têm de ser realizados pelos próprios profissionais. “A exigência é grande e não podemos realizar os exames em qualquer lugar, como postos de saúde. O valor dos exames fica, em média, R$ 500,00. Muitos professores não têm como arcar com esses custos e sem eles não conseguiremos ser nomeados. Quem tem plano de saúde até consegue fazer os exames com valor menor, entretanto, são minoria. Está complicado e todos estão revoltados. Eles poderiam fazer um pacote em algum laboratório para facilitar para os professores, que já recebem pouco e não têm como arcar com esses valores”, afirmou um professor.

A lista de exames é grande: hemograma completo; contagem de plaquetas; urina rotina – colhido no próprio laboratório, devendo esta informação constar no resultado do exame; glicemia de jejum; TSH; glicohemoglobina; creatinina; radiografia de tórax em PA e perfil – com laudo; eletrocardiograma – com laudo e videolaringoscopia com laudo descritivo. Na gravação do exame, deve constar a data da sua realização e a imagem do rosto do candidato. Os exames devem ter validade de 30 dias.

Fonte: Jornal de Uberaba
Saiba mais no SOS Concurseiro

1 Comment

  1. lane disse:

    Bom dia , se o concurso foi homologado e nomeado meu nome, já devo realizar os exames, mas eles tem validades limitadas e não saberemos a data da pericia, me ajudem..Passei neste ultimo concurso Seplag 2014.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *