Home » News » Ministério do Planejamento autoriza nomeações no Ibama e Embratur

São 300 nomeações para técnico administrativo no Ibama. Outras 29 são para cargos de médio e superior na Embratur.

O Ministério do Planejamento autorizou, por meio de duas portarias publicadas no “Diário Oficial da União” desta quarta-feira (27), a nomeação de 329 aprovados em concursos do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur).

A portaria nº 84 autoriza o Ibama a nomear 300 candidatos aprovados no concurso público para o cargo de técnico administrativo, autorizado pela Portaria MP nº 44, de 16 de fevereiro de 2012, publicada no Diário Oficial da União de 17 de fevereiro de 2012.
O provimento dos cargos deverá ocorrer a partir de março de 2013 e está condicionado à existência de vagas na data da nomeação; à declaração do respectivo ordenador de despesa sobre a adequação orçamentária e financeira das novas despesas com a Lei Orçamentária Anual e sua compatibilidade com a Lei de Diretrizes Orçamentárias, demonstrando a origem dos recursos a serem utilizados; e à total substituição dos trabalhadores terceirizados que executam atividades em desacordo com a legislação vigente.

A portaria nº 85 autoriza a Embratur a nomear 29 candidatos aprovados no concurso para provimento de cargos de nível médio e superior do Plano Especial de Cargos do, autorizado pela Portaria MP nº 228, de 12 de maio de 2010. São 2 vagas para administrador, 4 para economista, 2 para técnico de comunicação social, 17 para técnico especializado e 4 para agente administrativo.

O provimento dos cargos no quantitativo previsto no art. 1º deverá ocorrer a partir de março de 2013 e está condicionado à existência de vagas na data da nomeação e à declaração do respectivo ordenador de despesa, quando do provimento dos referidos cargos, sobre a adequação orçamentária e financeira da nova despesa à Lei Orçamentária Anual e sua compatibilidade com a Lei de Diretrizes Orçamentárias, demonstrando a origem dos recursos a serem utilizados.

Fonte: G1

Saiba mais no SOS Concurseiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *