Home » News » Belo Horizonte/MG retoma concurso da área da educação

Após adequar as disposições do edital às recomendações feitas pelo Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE-MG), a Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, se viu no direito de republicar o edital do concurso público que vai formar cadastro reserva para algumas carreiras da área da educação.

A principal novidade é que a seleção, que contava apenas com cadastro reserva, oferece agora também 680 vagas para preenchimento dentro de seu prazo de validade (dois anos). Do total de ofertas, 68 são reservadas a portadores de deficiência.

Quem tem nível médio completo pode se candidatar a auxiliar de biblioteca escolar (30 vagas) ou auxiliar de secretaria escolar (100). As remunerações são de R$ 999,56 e R$ 937,69, respectivamente.

A função de professor de educação infantil (500) requer curso completo de nível médio na modalidade Normal e paga R$ 1.186,85 mensais.

Por fim, o cargo de professor de inglês (50) pede nível superior em letras, oferecendo salário de R$ 1.765,59.

Interessados poderão se candidatar até as 19h do dia 24 de maio, por meio do site www.gestaodeconcursos.com.br. As taxas são de R$ 45 para auxiliar e professor de educação infantil e de R$ 70 para professor de inglês.

Todos os candidatos passarão por provas objetivas e de redação no dia 23 de junho, em horário e locais divulgados, oportunamente, pela comissão de organizadores da seleção (Gestão de Concursos). Candidatos a professor serão submetidos, ainda, a uma avaliação de títulos.

Cancelamento da devolução da taxa
Candidatos que realizaram o pedido da devolução da taxa, mas que mudaram de ideia e ainda querem participar do concurso podem solicitar o cancelamento do pedido, até 24 de maio, junto à Fundep. A solicitação pode ser feita presencialmente, via fax ou e-mail. Para mais informações, consulte o arquivo anexo à matéria.

Fonte: JC Concursos
Saiba mais no SOS Concurseiro

3 Comments

  1. Sueli Silva disse:

    hoje para nossos filhos terem qualidade no ensino esses professores devem ser aptos a dar o devido ensinamento a eles, já que estudam tanto….e mesmo com salários baixos professores não param de sair no mercado… e para que demos grandes estudos de qualidade aos nossos filhos devemos também ter grandes gastos para investir. Uma forma que estou encontrando de deixar meu filho na rede
    privada e em Colégios muito bons é com bolsa de estudos
    Educa mais Brasil.
    os responsáveis devem sempre ir ao encontro das escolas que tem esse programa.

  2. Márcia Aparecida Oliveira disse:

    sem comentários

  3. flavia disse:

    eu acho um absurdo toda vez que tem que fazer inscrições para concursos de MINAS GERAIS, ter que pagar, deveriam ser de graça pois, tem pessoas que não tem condições de pagar, e fora que nos pagamos impostos absurdos e o governo gastam dinheiros em estádios e mordomias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *