Home » News » Depen retifica remunerações para 138 vagas

O Departamento Penitenciário Nacional (Depen) retificou o edital do concurso público que visa preencher 138 vagas. Os salários subiram para R$ 2.416,03 (técnico), R$ 3.413,49 (agente) e R$ 3.567,65 (especialista) – antes eram de R$ 2.303,17, R$ 3.254,04 e R$ 3.401,00. Esse montante corresponde ao vencimento básico, acrescido da gratificação de desempenho de atividade. Além disso, os servidores terão direito a auxílio-transporte, auxílio pré-escolar e auxílio-alimentação de até R$ 161,99.

A maioria das vagas é para a carreira de agente penitenciário (100) que exige nível médio. Quem possui curso técnico de enfermagem pode concorrer ao cargo de técnico de apoio à assistência penitenciária (4).

As oportunidades de nível superior são para o cargo de especialista em assistência penitenciária nas áreas de clínica geral (4), enfermagem (6), farmácia (1), odontologia (4), pedagogia (3), psicologia (5), psiquiatria (4), serviço social (6) e terapia ocupacional (1).

Vale ressaltar que há 8 vagas reservadas aos candidatos com deficiência.

Os aprovados serão lotados em uma das quatro penitenciárias federais localizadas nos municípios de Catanduvas (PR), Campo Grande (MS), Mossoró (RN) e Porto Velho (RO).

Como participar – As inscrições serão realizadas a partir das 10 horas do dia 10 de maio e seguem até 3 de junho. Os interessados devem acessar o link www.cespe.unb.br/concursos/depen_13 para se candidatar. Os valores da taxa são de R$ 70 (técnico), R$ 85 (agente) e R$ 90 (especialista).

O processo seletivo para todos os cargos consiste em prova objetiva e discursiva, de caráter eliminatório e classificatório; exame de aptidão física; avaliação médica; avaliação psicológica e investigação social; todos de caráter eliminatório. Além do curso de formação profissional, de caráter eliminatório e classificatório.

Antes da retificação, o edital não previa exame de aptidão física para as carreiras de especialista e técnico.

As provas objetivas e discursivas terão 4h30 minutos de duração e serão aplicadas no turno da tarde do dia 4 de agosto.

A primeira fase do concurso e a perícia médica dos candidatos que se declararem com deficiência serão realizadas nas capitais das 26 unidades da Federação e no Distrito Federal. Já a segunda fase será realizada apenas em Brasília (DF).

Fonte: JC Concursos
Saiba mais no SOS Concurseiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *