Home » News » TRT/SP pode ter número de vagas maior que o esperado

Os interessados na próxima e aguardada seleção para os quadros do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT 2), sediado em São Paulo, têm motivos para se animar. Depois de liberar a relação dos cargos e especialidades que serão contemplados no futuro edital, o órgão informou que já realiza levantamento preliminar para aferir o quantitativo de vagas efetivas que será disponibilizado.

De acordo com esse levantamento, serão 150 ofertas para técnico judiciário na modalidade administrativa e 30 para analista judiciário, englobando todas as modalidades. Esse levantamento, convém lembrar, é parte de um análise interna prévia à confecção do edital de abertura. Mudanças são comuns e esperadas, alerta a Coordenação de Planejamento e Gestão do TRT 2.

Já a assessoria de imprensa do órgão voltou atrás e retirou a previsão de publicação do edital de abertura para este semestre. Ao JC&E, a assessoria informou que as tratativas com empresas interessadas em organizar o concurso já foram iniciadas, mas que apenas após o fim deste processo de seleção será possível emitir uma previsão mais embasada a respeito da publicação do edital de abertura.

De qualquer maneira, esse levantamento indica que há forte possibilidade do concurso contar com um número de ofertas consideravelmente superior ao habitual em termos de seleções promovidas pelo TRT 2.  Geralmente, o órgão abre poucas vagas efetivas e costuma acionar bastante o cadastro reserva. Na última seleção, por exemplo, foram disponibilizadas 21 vagas para efetivação imediata. No entanto, segundo estatísticas divulgadas pelo tribunal, até janeiro de 2013, o órgão se aproveitou em larga escala do cadastro reserva formado.  Foram convocados impressionantes 2.254 remanescentes do último concurso para o cargo de analista. Apenas na especialidade judiciária, que exige formação em direito, foram convocados 1.578 aprovados no cadastro reserva.

Na função de técnico, o tribunal não ficou atrás em matéria de convocação. Foram 2.491 nomeações durante a validade do concurso.

As oportunidades para técnico judiciário exigem o ensino médio completo e, em algumas modalidades como técnico em enfermagem e em operação de computadores, há a necessidade de diploma de curso técnico compatível. Já o posto de analista judiciário demanda formação superior. Haverá ofertas para graduados em todas as áreas, mas a maior concentração de ofertas deve ser para bacharéis em direito. Confira no quadro que integra essa reportagem todas as áreas de atuação que serão disponibilizadas no próximo concurso.

Os vencimentos para técnico judiciário são de R$ 4.703,08 e as remunerações para analista judiciário consistem em R$ 7.261,52. Para os dois grupos são oferecidos benefícios diversos como vale-alimentação, bonificações quinquenais, entre outros.

Fonte – JC Concursos
Saiba mais no SOS Concurseiro

4 Comments

  1. Eliza Do Carmo de Oliveira disse:

    Foi de Deus eu achar esse site EVP,pois preciso e quero urgente uma vaga dessas pra mim.
    Ainda não comecei a estudar e preciso saber COMO E POR ONDE COMEÇO?

  2. Flavia Vicente disse:

    Alguém sabe a previsão de saída do edital???

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *