Home » News » Disparidade salarial faz Dnit parar

Servidores do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit) de todo o Brasil continuam paralisados. Após reunião ocorrida em Brasília nesta quinta-feira, 27, a categoria considera que não houve avanço nas negociações junto ao Ministério do Planejamento. Na manhã dessa sexta-feira, 28, o comando de greve em Sergipe deverá receber o repasse oficial da reunião.

Patrícia Tavares, integrante do comando de Sergipe, afirma que até então o movimento não sinaliza para manifestações locais. “Apenas depois que as informações do comando nacional chegarem até nós é que poderemos definir se haverá ações localizadas. Até então, estamos no aguardo das recomendações”, diz.

Ainda segundo Patrícia, uma nova reunião deverá ser marcada após contato entre o Ministério do Planejamento e a Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef), que por sua vez fará a mediação com a categoria.

Pauta

Os funcionários do Dnit apontam a disparidade salarial com relação às demais agências reguladoras como o principal motivo da paralisação. O Dnit conta com mais de 2,7 mil servidores em todo o Brasil. Segundo a categoria, a diferença nas folhas de pagamento pode chegar a 40% mais na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e na Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ) do que no Dnit.

Fonte: Infonet

Saiba mais no SOS Concurseiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *