Home » News » Edital de auditor-fiscal está previsto para esta sexta

Segundo fontes, o Cespe/UnB divulga na próxima sexta-feira, dia 28 de junho, o edital do concurso de auditor-fiscal do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Por sua vez, a Assessoria de Imprensa do órgão informou que o setor de Recursos Humanos do ministério não possui nenhuma informação quanto à divulgação das regras da seleção. O organizador não comentou o assunto. O prazo dado pelo Ministério do Planejamento para a divulgação do edital encerra em meados de agosto. O concurso terá como objetivo o preenchimento inicial de 100 vagas de nível superior (independente da área). A remuneração é de R$14.653, sendo R$373 de auxílio-alimentação.

Em relação à lotação das vagas por estado, a Assessoria de Imprensa comunicou que o MTE não irá divulgá-la antes do edital. A expectativa dos candidatos é que as 100 oportunidades contemplem todo o país, uma vez que há carência de auditores em todas as regiões. Atualmente, o MTE tem 2.870 fiscais em atividades. Em 2013, até o momento, 100 auditores já se aposentaram. Mesmo tendo sido escolhido o Cespe/UnB como organizador, o processo seletivo deverá ser semelhante ao de 2010, quando a Escola de Administração Fazendária (Esaf) ficou à frente da seleção.

Na ocasião, o primeiro exame teve duas provas objetivas, contabilizando 150 questões. As primeiras 70 versaram sobre Português (20), Espanhol ou Inglês (10), Raciocínio Lógico (10), Administração Pública (10), Direito Constitucional (10) e Economia do Trabalho e Sociologia do Trabalho (10). As 80 questões questões restantes foram sobre Direito Civil, Penal e Comercial (15), Direito do Trabalho (30), Segurança e Saúde do Trabalho e Legislação Previdenciária (20), Direito Administrativo e Ética na Administração Pública (15). Para ser aprovado, foi preciso obter 40% dos pontos e 60% da pontuação ponderada no conjunto das avaliações.

Os candidatos também fizeram um exame discursivo, composto da escrita de um texto e da resolução de duas questões, que versaram sobre Direito Constitucional, Direito do Trabalho, Segurança e Saúde no Trabalho e/ou Direito Administrativo. A aprovação esteve condicionada à obtenção de, pelo menos, 60% dos pontos. Para finalizar, houve uma sindicância da vida pregressa dos candidatos.

Apoio – No segundo semestre, o MTE deve recebe autorização para a realização de concurso para área administrativa. O ógrgão solicitação a contratação de 1.858 profissionais, que está sendo analisada pelo Planejamento. Desse total, 1.600 são para o cargo de agente administrativo. A função requer o ensino médio, proporcionando rendimentos de R$2.529,42, sendo R$1.568,42 de salário-base, R$588 de Gratificação de Desempenho da Carreira da Previdência, da Saúde e do Trabalho (GDPST) e R$373 de auxílio-alimentação.

O ministério pediu 258 oportunidades para graduados, sendo 64 para técnico em Assuntos Educacionais, 60 para administrador, 60 para assistente social, 60 para contador, sete para técnico em Comunicação Social, três para bibliotecário, três para economista e um para sociólogo. Para todos, a remuneração é de R$3.598,42. Desse montante, R$1.990,22 são referentes ao salário-base, R$1.235,20 à Gratificação de Desempenho da Carreira da Previdência, da Saúde e do Trabalho (GDPST) e R$373 ao auxílio-alimentação.

Direito do Trabalho merece atenção especial

Com a expectativa da divulgação do edital ainda esta semana, os interessados no concurso de auditor-fiscal do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) devem acelerar os estudos. E uma das disciplinas mais importantes da seleção é o Direito do Trabalho, que contou com o maior número de questões no certame anterior (30 de um total de 150), tendo peso dois.

Fonte: Folha Dirigida

Saiba mais no SOS Concurseiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Login