Home » News » TRT 5ª região l Edital deve sair no início de julho

Os concurseiros devem ficar atentos. O edital do concurso para técnico e analista judiciários do Tribunal Regional do Trabalho da Bahia (TRT-5ª Região) será divulgado na primeira semana de julho, segundo a comissão responsável pela seleção. A organizadora será a Fundação Carlos Chagas (FCC) e o número de vagas estabelecido somente no dia anterior à publicação do documento.

No entanto, alguns cargos já foram definidos. Haverá oportunidades para as funções de analista na área Judiciária, Administrativa, de Arquitetura, Arquivologia, Biblioteconomia, Contabilidade, Enfermagem, Engenharia (Civil, Elétrica e Segurança do Trabalho), Estatística, Fisioterapia, Medicina, Psiquiatria, Medicina do Trabalho, Odontologia, Psicologia, Serviço Social e Tecnologia da Informação. Para o cargo de técnico, já foram definidas vagas para as àreas Administrativa e de TI.

A remuneração inicial para o cargo de técnico judiciário, que exige que o candidato possua nível médio, é de R$4.575,16, sendo R$2.824,17 de salário base e R$1.750,99 de Gratificação de Atividade Judiciária (GAJ). Já para analista, que requer nível superior, o valor da remuneração será de R$7.506,55, sendo R$4.633,67 de salário e R$2.872,88 de GAJ. Os servidores ainda receberão de benefícios os auxílios de alimentação, médico e escolar.

A expectativa é de que os candidatos sejam avaliados na primeira etapa do certame através de uma prova objetiva e ainda uma discursiva, esta somente para cargos de analista. A prova deve ser realizada em setembro. Em 2008, ano do último concurso do órgão para os cargos em questão, foram oferecidas oportunidades nas áreas de Administração, Direito, Engenharia de Segurança do Trabalho, Engenharia Mecânica, Engenharia Elétrica, Estatística, Medicina, Medicina do Trabalho, Odontologia, Psicologia e Tecnologia da Informação.

O Cespe/UNB, organizador escolhido na ocasião, avaliou os candidatos através de uma prova objetiva, que teve 50 questões sobre as disciplinas de Língua Portuguesa, Atualidades, Raciocínio Lógico e Conhecimentos Específicos. Os concorrentes à função de analista também foram submetidos a uma avaliação discursiva.

Para os aprovados de técnico judiciário na área Administrativa também foi aplicada uma prova prática de Informática. Já para analista, também foi realizada uma análise de títulos, somente de caráter classificatório. A validade da última seleção expirou em março deste ano.

Fonte: Folha Dirigida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *