Home » News » Candidatos não querem avaliação de títulos em concurso do TJAM

Horas antes da divulgação do resultado final do concurso do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), uma comissão formada por nove candidatos do concurso realizado nos dias 2 e 9 de junho, foi recebida pelo presidente da Comissão dos Concursos Públicos do TJAM, desembargador Aristóteles Lima Thury.

O encontrou aconteceu na manhã desta segunda-feira (8),na sede do órgão. O grupo entregou ao desembargador uma representação assinada por 520 candidatos que discordam da mudança no edital do concurso que obriga a realização da avaliação de títulos para todos os cargos. Na representação, os candidatos pedem a exclusão da avaliação de títulos.

Segundo a assessoria de imprensa do TJAM, a medida segue uma determinação do conselheiro Wellington Cabral Saraiva, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Na ação, o conselheiro deixa claro que a medida poderia ser tomada sim após a realização das provas e divulgação do resultado.

Após conversar com os representantes dos candidatos, o desembargador Aristóteles Thury garantiu que irá repassar aos membros da comissão do concurso do TJAM a pauta de reivindicação, mas deixou claro que essa não é uma decisão do tribunal e sim um cumprimento de uma determinação do CNJ. Nesta terça-feira, a comissão irá se reunir para tratar de assuntos referentes ao concurso.

Um dos representantes dos candidatos, Marcos Pinheiro, informou que a mudança após a realização das provas irritou os candidatos. “Vamos brigar para que essa decisão não venha prejudicar aqueles que se esforçaram para obter uma vaga. Não aceitamos que as regras sejam mudadas após o jogo ter começado”, disse Marcos.

A mudança no edital foi feita no último dia 4 de junho pelo Tribunal de Justiça. O ato de retificação está disponível no Diário da Justiça Eletrônico (DJE) do dia 04.07.13, nas páginas 9, 10 e 11 do caderno administrativo.

Fonte: Em Tempo
Saiba mais no SOS Concurseiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *