Home » News » Candidatos questionam critérios de seleção para a Polícia Militar de SC

Questões envolvendo tatuagens e altura repercutem em Florianópolis. PM diz que o corpo não deve ter nenhum tipo de manifestação.

Aprovadas na parte teórica do concurso da Polícia Militar de Santa Catarina, Camila Santos Luz e Fernanda Selonke não preenchem um requisito básico para entrar na corporação.  “Fui classificada e no exame de saúde eliminada em função da altura”, contou Camila, que tem 1,62 cm. A colega Fernanda, de 1,56 cm, contou que durante a medição da altura os médicos sublinharam o número, querendo dizer que não tinha altura suficiente para ingressar.

Em vigor desde o início de 2013, a lei estadual aprovada pelos deputados, mas elaborada pela Polícia Militar, exige que a altura mínima de 1,65 seja utilizada para homens e mulheres. “Temos que entender que muitas vezes é necessário fazer o emprego da força. Essa altura fica mais conveniente para as atividades policiais militares. O corte, na realidade, sempre vai existir, com menos ou mais de 1,60, sempre vai ser polêmico”, explicou Claudete Lehmkuhl, tenente-coronel e chefe de comunicação da Polícia Militar de Santa Catarina.

Além da questão da altura, a proibição de tatuagens também está impedindo um advogado de ingressar na polícia. Segundo ele, durante o exame, o médico disse que ele não passaria, ao ver a tatuagem. “Eu me senti ofendido e descriminado. Na verdade, esse critério está sendo usado para julgar minha idoneidade, meu caráter, minha integridade moral pela extensão das minhas tatuagens”, disse ele.

Para a tenente-coronel Claudete Lehmkuhl, quem está com uma farda representa o Estado. “Quando você está com uma farda, também representa a lei. Isso torna importante que o corpo não tenha nenhum outro tipo de manifestação, que você não passe nenhum outro tipo de recado às pessoas que não o institucional ou da Polícia Militar”, explicou ela.

Fonte: G1
Saiba mais no SOS Concurseiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *