Home » News » Governo em MS anuncia abertura de 1,1 mil vagas no setor de segurança

Editais já estão sendo elaborados, segundo secretário de Segurança de MS. Serão abertas vagas nas polícias Militar, Civil e Corpo de Bombeiros.

O governo em Mato Grosso do Sul irá abrir 1,1 mil vagas no setor de segurança pública, com objetivo de fortalecer o policiamento na região de fronteira do país com Paraguai e Bolívia, no Plano Estratégico de Fronteiras (Enafron). O anúncio foi feito nesta segunda-feira (15), pelo governador André Puccinelli.

Segundo Puccinelli, a autorização para abertura dos contratos foi feita na última semana. O secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini, os editais dos concursos serão publicados imediatamente. “Os editais já estão sendo elaborados pela Secretaria de Administração, alguns, já em fase de conclusão”, informou.

De acordo com a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), serão ampliados os efetivos da Polícia Militar (PM), Polícia Civil (PC), Corpo de Bombeiros Militar (CBM), coordenadoria-Geral de Perícias (CGP), Departamento de Operações de Fronteira (DOF), Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário de Mato Grosso do Sul (Agepen) e das Unidades Educacionais de Internação (Unei).

De acordo com dados da Sejusp, serão 500 vagas na PM, 35 vagas para peritos (criminais e papiloscopistas),150 vagas para os cargos de escrivães e investigadores da Polícia Civil e 170 vagas para soldados e oficiais do Corpo de Bombeiros.

No Departamento de Operações de Fronteira (DOF), serão 24 vagas, enquanto a Delegacia de Repressão aos Crimes de Fronteira (Defron) terão mais 11 investigadores. Segundo o governo, também estão previstas mais 230 vagas para agentes penitenciários e 30 para agentes das Uneis. No total, serão oferecidas 1.150 vagas.

Segundo o governo do estado, além das novas vagas previstas, dois concursos já estão em andamento, para preenchimento de 30 vagas no cargo de delegado da Polícia Civil e outro que oferece 20 vagas na Polícia Militar.

Fonte: G1
Saiba mais no SOS Concurseiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *