Home » News » Justiça garante continuidade do concurso da Polícia Civil do Pará

O pedido de liminar impetrado pela promotora de justiça Elaine Castelo Branco, para a suspensão das próximas etapas do concurso da Polícia Civil do Estado do Pará foi indeferido na manhã do último sábado (29), pela juíza Odete da Silva Carvalho, da 2ª Vara da Infância e Juventude de Belém. Desta forma, o certame, executado pela Universidade do Estado (Uepa), segue o cronograma normalmente, com aplicação de provas de capacitação física no período de 1 a 5 de julho.

A magistrada, de plantão nesse final de semana, tomou a decisão após ter recebido em audiência o procurador Geral do Estado, Caio Trindade; a secretária de Estado de Administração, Alice Viana; o delegado Geral, Rilmar Firmino; o diretor de Acesso e Avaliação da Uepa, Delmo Oliveira; além da representação jurídica dos concursados e integrantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

A Sead solicita aos candidatos que compareçam para realizar suas provas de aptidão física, conforme previsto no edital e no cronograma de realização, tendo em vista que o concurso continua normalmente. Os convocados para esta, que é a segunda subfase da seleção, deverão acessar a página http://paginas.uepa.br/concursos e imprimir o cartão de comparecimento, onde consta local, dia e horário de realização do teste.

As provas acontecem apenas na capital, nos seguintes locais: a) Corrida, Flexão e Abdominal: Estádio Edgar Augusto Proença (Mangueirão), localizado na Avenida Augusto Montenegro, km 3, com entrada pelo Portão A1; b) Natação: Campus III da Uepa/Educação Física, que fica na avenida João Paulo II, 817 – Marco.

O candidato deverá comparecer aos locais de realização da prova com antecedência mínima de uma hora do horário fixado para seu início, munido de seu cartão de confirmação e da via original de um dos documentos de identidade.

Além disso, o candidato convocado deverá apresentar Atestado Médico no dia e local da aplicação da prova. Este atestado deve especificar que o candidato “está apto para realizar os esforços físicos”. O candidato que não apresentar o atestado estará automaticamente eliminado do concurso.

Das 670 vagas ofertadas nos concursos públicos, 150 são para o cargo de delegado; 250 para investigador; 250 para escrivão, e 20 para papiloscopista. O cargo de delegado prevê uma remuneração inicial, incluindo as gratificações, de R$ 7.695,02. Para os demais cargos, a remuneração inicial é de R$ 3.098,79, com as gratificações.

Ainda na primeira etapa do concurso, os candidatos passarão por Exames Médicos; Exame psicológico; Provas Oral e de Investigação Criminal e Social. Todas de caráter eliminatório. A segunda etapa corresponde ao Curso Técnico Profissional, de caráter eliminatório e classificatório, de responsabilidade da Polícia Civil do Pará.

Fonte: Agência Pará

Saiba mais no SOS Concurseiro

1 Comment

  1. emerson disse:

    justiça!!!??? tá mais pra JUSTISSA ou melhor INJUSTIÇA, já que o referido concurso tá maculado desde o edital…só fraude!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *