Home » News » Prefeitura de Londrina cancela prova de concurso após denúncia de plágio

Prova para Enfermeiro Auditor tinha 26 questões iguais a outros concursos. Onze mil pessoas participaram do concurso público no domingo (14).

A Prefeitura de Londrina, no norte do Paraná, cancelou nesta quinta-feira (18) a prova do concurso público para a vaga de Enfermeiro Auditor. O concurso foi realizado no domingo (14). Das 35 questões presentes na prova, 26 são idênticas a de outros concursos realizados em Brasília e em cidades do Maranhão e de Minas Gerais. Ao todo, 176 pessoas fizeram a prova para o cargo de Enfermeiro Auditor. Destas, 14 seriam contratadas para assumir o cargo em agosto. Uma nova prova será realizada para o cargo.

Mais de 11 mil candidatos realizaram no domingo as provas do concurso público da Secretaria Municipal de Saúde de Londrina, que oferecia 432 vagas para diversas categorias. Aproximadamente 13 mil se inscreveram. Além de criar novas vagas, os contratados por meio do concurso substituirão profissionais temporários, que tem contrato vencendo no dia 31 de agosto. Por causa dessa urgência, a própria Prefeitura de Londrina elaborou as provas. O Ministério Público já estava monitorando o concurso, após receber denúncias de um vazamento de informação.

Na manhã desta quinta-feira, o procurador-geral do Município, Zulmar Fachin, emitiu um parecer recomendando a anulação da prova específica para Enfermeiro Auditor, o que foi acatado pela Secretaria Municipal de Saúde. “Avaliamos a situação e recomendamos pela invalidação da prova. Acreditamos que o sigilo foi quebrado na medida em que mais da metade das questões que compuseram a prova foram retiradas da rede de computadores, e isso pode prejudicar os candidatos. Não existe nenhuma legislação que proíba o organizador de retirar as questões da internet, mas acreditamos que foi inadequado”, disse Fachin, em entrevista coletiva.

Segundo o Secretário Municipal de Saúde, Francisco Eugênio, a decisão foi tomada porque algumas pessoas poderiam ter acesso a essas provas que já foram realizadas em outras cidades e levariam vantagem sobre as que não tiveram esse contato. “Em virtude da grande quantidade de questões copiadas, achamos melhor cancelar a prova e fazer uma nova”, disse, informando que os candidatos serão avisados pela coordenação do concurso para saberem qual a nova data e local da prova, que será reelaborada pela prefeitura.
Ainda de acordo com o secretário, será realizada uma apuração para verificar os responsáveis do erro na prova. “Após transcorrido esse concurso, que precisa ser concluído, haverá um processo de avaliação, de investigação e esses dados serão encaminhados à corregedoria do município para que ela proceda a apuração no caso de responsabilidade de servidores que estejam envolvidos”, afirmou.

Francisco Eugênio explicou que o cargo de Enfermeiro Auditor é administrativo e o atraso na contratação não prejudicará o atendimento ao público. “Enfermeiros auditores trabalham fazendo auditoria das contas hospitalares, nos hospitais e nos serviços contratados, para ver se tudo anda de acordo”, esclareceu.

Outras provas
Provas específicas realizadas para outros cargos também apresentaram questões iguais ou semelhantes a de outros concursos já realizados pelo país. Segundo candidatos, as provas para os cargos de Fisioterapeuta e Nutricionista também apresentavam esses problemas.

Segundo Francisco Eugênio, não há risco de cancelamento de outras provas. “Em princípio, não há qualquer medida nesse sentido. Até porque o número de recursos solicitados em cada tipo de prova aponta para poucas questões. Há muito mais sobre dúvidas a respeito das questões do que a necessidade de cancelamento de questões. A equipe coordenadora vai examinar recurso por recurso e, sendo algum procedente, a questão pode ser anulada em qual prova que for”, disse.

Fonte: G1
Saiba mais no SOS Concurseiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Login