Home » News » TJ-PR abre 160 vagas de técnico judiciário; salário de R$ 5 mil

O Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) abriu novo concurso público com oferta de 160 vagas de técnico judiciário, que exige ensino médio completo. A remuneração é de R$ 5.029,41. Cinco por cento das vagas são destinadas às pessoas com deficiência e dez a afrodescendentes. Os aprovados serão lotados na capital paranaense, Curitiba.

Entre as funções do cargo está a realização de atividades inerentes aos serviços de apoio administrativo e suporte junto às unidades do TJPR, auxílio nas tarefas de movimentação processual e atendimento ao público interno e externo.

Interessados poderão se inscrever entre 25 de julho e 8 de agosto, pelo target=blanc>site do tribunal. A taxa é de R$ 100.

O concurso será constituído de apenas uma fase, a ser realizada por meio de prova de conhecimentos, com caráter eliminatório e classificatório. A aplicação será em dia, horário e local a serem divulgados oportunamente.

Fonte: Correio Web
Saiba mais no SOS Concurseiro

12 Comments

  1. Jubileu disse:

    O maior preconceito que existe, neste País, é abrir vagas especialmente para afrodescendentes.
    Desculpem, sou brasileiro, pago meus impostos e com certeza colaboro mais para este País do que muita gente.
    Acredito, que a interpretação conforma a constituição mais preconceituosa , foi querer distinguir as pessoas pela sua cor de pele, como se estas não fossem iguais.
    Lamento, mas essas legislações voltadas para a compra de votos é o que engessa nosso país.

  2. Keli disse:

    Olá…

    Gostaria de saber quais os benefícios quem oferece para o cargo de TÉCNICO ADMINISTRATIVO.

    Grato.

    • Redação EVP disse:

      Boa tarde, sugerimos que você busque mais informações junto ao órgão responsável pelo concurso. Obrigado

  3. Taís disse:

    Isso é mais um ato autoritarista e arbitrário do governo petista, pois neste aspécto o principio da igualdade, descrito na C.F foi totalmente desrespeitado.
    O PT está trazendo de volta a segregação racial no nosso país.

  4. flavio disse:

    palhaçada..Afrodescendente!! Pra que isso ? Sou negro … sou deficiente? burro? deficiente mental? so no brasil mesmo viu ?

  5. Hellen disse:

    OLá, gostaria de saber se já foi definido a data da prova, para técnico judiciário, se sim, qual a data??

  6. paulo disse:

    Olá eu sou negro e a interpretação destes dispositivos deve ser feita de maneira a não se toma-los como afronta ao princípio da igualdade. Alias, tenham para vocês: eles são tidos como a própria garantia do princípio da igualdade, pois permitem tratar desigualmente os desiguais, na medida de suas desigualdades.

    • sonia disse:

      paulo, esse entendimento de iguais e desiguais é muito boa p/ quem quer se aproveitar das vantagens de ser negro no brasil, porque na realidade, ser negro não faz de vc menos capaz de estudar ou de entender a matéria de um concurso.
      É muito fácil dizer que isso é justo quando só beneficia o seu próprio lado e tomar qualquer opinião contrária como racista ou preconceituosa. O brasil é um país multiracial, mas infelizmente a unica raça que parece ser importante em direitos é a negra…

      • Isadora disse:

        Olá, primeiro, quero dizer que eu não sou da etnia afrodescendente; nenhum preconceito ou coisa do tipo, só para deixar claro que eu não estou defendendo a minha própria etnia. Consigo entender perfeitamente o seu lado, que quer cobrar do governo políticas públicas melhores, em que não se dá ‘o peixe, mas ensina a pescar’, mas é muito claro que no Brasil o governo sempre opta pela maneira mais fácil, melhor para ele e pior para a população – que é negar educação de qualidade e manter a sociedade alienada e apolítica – Entretanto, muito errôneo alguém negar a importância das cotas para afrodescendentes, uma vez que no país em que vivemos é claro a desigualdade social e o preconceito quando analisamos as estatísticas, um país onde homens negros tem uma chance muito maior de serem assassinatos (por polícias também aliás); e o pior salário é de mulheres negras. (Quantas empregadas você vê na novela sendo interpretadas por negras? E quantas protagonistas?) Você pode continuar negando o fato e achar que está sendo injustiçado, mas veja bem, olhe dentro de penitenciárias, hospitais públicos, escolas e creches públicas e veja qual a porcentagem de brancos para negros. É muito claro a injustiça e o preconceito que os negros sofreram durante a história brasileira, não há como negar, que tudo isso gerou ainda mais um déficit entre as etnias. As cotas é só uma maneira paliativa de tentar solucionar um problema secular. Eu compreendo o seu descontentamento, raiva e frustação; todavia, você deveria direcionar melhor ela.

  7. Carla disse:

    Eu não entendo essa cota de 10% para afrodescendente eu vim de uma familia que a maioria são negros mas essa cota é como se tivessem afirmando que afrodescendente tem menos capacidade intelectual (eu nao acredito nisso). Tambem nao sabia que na hora da prova eles te escolhem pela cor e nao pelo que voce respondeu? Entenderia se essa cota fosse para os pobres que nao possuem muitas vezes acesso a uma educação de qualidade ( e vamos ser sinceros educação de qualidade é o que tá faltando nesse nosso país!)

  8. manu disse:

    As cotas para afrodescendentes é apenas o Brasil tentando pagar uma dívida história com aqueles que foram (e ainda são) tão discriminados. A falta de oportunidade os afetou e afeta ainda hoje. Importante destacar que as medidas afirmativas possuem caráter temporal, ou seja, valerão por período previamente determinado, somente para garantir o acesso dessas pessoas aos lugares ocupados principalmente por brancos. Acho mais do que justo, pois como o amigo Paulo anteriormente mencionou, está a garantir o princípio da igualdade ao tratar os iguais de maneira igual e os desiguais de maneira desigual, na medida de sua desigualdade.

  9. ana thereza disse:

    eu nao intendo porque separar vagas para deficientes e afro-descendentes,nao somos todos porque nao concorrer de forma igual??? isso sim e discriminacao!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Participe!

Login

Perdeu sua senha?