Home » News » Defensoria Pública/MG anuncia concurso público

A defensora pública geral do Estado de Minas Gerais, Andréa Abritta Garzon, esteve em Uberaba ontem (27), quando se reuniu com os defensores locais para discutir o andamento da regional. A reunião faz parte de um ciclo de encontros que a defensora terá em todas as regionais no Estado até o final desse ano.

Segundo a Assessoria de Comunicação da Defensoria, os encontros buscam aproximar e integrar a Administração Superior da Defensoria Pública do Estado de Minas Gerais (DPMG) e os municípios, possibilitando, nas oportunidades, conhecer as deficiências e a especialidade de cada um.

Durante a reunião, a defensora Andréa Abritta Garzon disse que uma das grandes demandas, principalmente das unidades do interior, é a carência de defensores públicos, além de questões que envolvem a segurança em todos os aspectos. Ela anunciou a autorização de concurso público para o provimento de 60 vagas destinadas a defensores públicos, lembrando ainda que a autorização foi feita pelo governador do Estado, Antonio Anastasia, que, na oportunidade, anunciou ainda a realização de um próximo certame conforme a necessidade de contratação. “O concurso para a seleção de 60 vagas já está em andamento e o edital será publicado pela Fundação Carlos Chagas, responsável pelo processo em breve, mas o governador já autorizou a realização de outro concurso. Sempre, a partir de agora, haverá concursos para vagas de defensor público, porém, com um número menor de vagas, visando proporcionar condições reais de trabalho”, destacou.

A representante maior da DPMG anunciou ainda a autorização, também por parte do governador, de um gabinete militar. Esse, por sua vez, será instalado na capital, mas terá propriedades para resolver questões também das unidades do interior.

Um dos participantes foi o defensor público local, Fabrizio Mussolin, que disse que a presença da defensora geral veio para estreitar a administração geral com os núcleos regionais. “A sua presença teve como objetivo estreitar o contato; o que é de suma importância. Na oportunidade, colocamos muitas dúvidas em questão, como a construção da sede da Defensoria local, que vem causando grande preocupação, uma vez que órgãos como a Justiça estadual vêm sendo construídos e, até o momento, temos apenas o terreno”, relatou.

O defensor local destacou ainda que cerca de 86% das execuções penais são assistidas pela Defensoria Pública em Uberaba, por isso, a importância de se manter ao lado do Fórum Melo Viana. Outras demandas, como a falta de estagiários, também foram explanadas. Vale lembrar que Uberaba foi a primeira unidade a receber a comitiva que estará hoje, para o mesmo objetivo, em Uberlândia. Acompanham a defensora pública geral nas reuniões: a chefe de gabinete da DPMG, Christiane Neves Procópio Malard; e o assessor institucional, Wiliam Riccaldone.

Fonte: Jornal de Uberaba
Saiba mais no SOS Concurseiro.com.br

1 Comment

  1. Jose disse:

    Gabinete militar????????? para mandar o cacete nos pobre…miseravéis…desassistidos…hipossuficientes….vao procurar serviço cambada…essa Tonet tá doida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *