Home » News » IRBr convoca 6.490 concurseiros para provas neste domingo

Vinculado ao Ministério das Relações Exteriores (MRE), o Instituto Rio Branco (IRBr) oferece 30 vagas para o cargo de diplomata em um dos concursos mais difíceis do país. Com provas marcadas para o próximo domingo (18/8), a banca organizadora do certame, Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB), divulgou que 6.490 concurseiros se inscreveram no processo. A concorrência média geral fica desta forma, em aproximadamente 216 candidatos por vaga. Confira aqui o seu local de prova.

Segundo o edital de abertura, podem concorrer candidatos com nível superior em qualquer curso reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC). Do total de vagas, duas são destinadas às pessoas com deficiência. Para o cargo, a remuneração inicial é de R$ 13.623,19, mas pode chegar a R$ 19.420,85 no posto mais alto, que é de ministro de primeira classe.

A seleção será realizada em quatro fases: a primeira composta por prova objetiva, constituída por questões de língua portuguesa, história do Brasil, história mundial, geografia, política internacional, língua inglesa, noções de economia e de noções de direito e direito internacional público.

A segunda de prova escrita de língua portuguesa, de caráter eliminatório e classificatório, está agendada para o dia 15 de setembro. A terceira será constituída de provas escritas de história do Brasil, geografia, política internacional, língua inglesa, noções de economia e noções de direito e direito internacional público, de caráter eliminatório e classificatório, nos dias 26 e 27 de outubro e 2 e 3 de novembro. E a quarta fase será de provas escritas de língua espanhola e língua francesa, de caráter classificatório, no dia 10 de novembro.

Cada uma das provas será realizada nas cidades de Aracaju, Belém, Belo Horizonte, Boa Vista, Brasília, Campo Grande, Cuiabá, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, João Pessoa, Macapá, Maceió, Manaus, Natal, Palmas, Porto Alegre, Porto Velho, Recife, Rio Branco, Rio de Janeiro, Salvador, São Luís, São Paulo, Teresina e Vitória.

Preparação
Este é um dos concursos públicos mais difíceis do Brasil. A dificuldade se deve à quantidade de fases e ao alto nível de conhecimento. De acordo com João Daniel de Almeida, coordenador pedagógico do curso Clio, as provas para diplomacia são tão difíceis quanto processos seletivos de mestrado ou doutorado. “O concurso do Rio Branco é o único que tem uma ampla capilaridade de conhecimentos, por isso ele é o mais difícil do país. O candidato tem que saber direito, economia, português e várias línguas em um alto nível”, explica.

Fonte: Correio Web
Saiba mais no SOS Concurseiro.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *