Home » News » Ministérios pedem suspensão do concurso público da Saúde em RR

Recomendação foi encaminhada para secretarias de Saúde e Administração. Concurso deverá ser realizado neste domingo (25).

O Ministério Público de Contas de Roraima (MPC/RR) e o Ministério Público do Estado de Roraima (MPRR) recomendaram, na manhã desta terça-feira (20), à Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), Secretaria Estadual de Gestão, Estratégia e Administração (Segad) e à Universidade Estadual de Roraima (UERR) a suspenção das provas do concurso público da Saúde, marcado para o próximo domingo (25).

Na recomendação notificatória, os órgãos fiscalizadores pedem que a UERR, realizadora do certame, adote as medidas necessárias para que seja implantado um plano de segurança para a execução do concurso. As instituições terão o prazo de vinte dias para regularizar todas as pendências.

O procurador-chefe do MPC/RR, Paulo Sérgio de Sousa, informou ao G1 que nessa segunda-feira (19) o representante da comissão organizadora do certame foi chamado para prestar esclarecimentos sobre o concurso. Diante das informações repassadas, ficou claro para a instituição ministerial que a UERR ‘não possui controle mais eficiente para coibir vazamentos das provas’.

De acordo com a recomendação, é necessária a instalação de câmeras nos locais onde as provas serão guardadas até o dia da aplicação. O mesmo sistema de segurança deve existir no local onde os exames serão confeccionados, além da instalação de detectores de papel que acusem a saída indevida da gráfica de algum funcionário com uma cópia da prova.

É recomendada ainda a adoção de critérios mais transparentes na elaboração das questões de cada área profissional que têm vaga ofertada no certame. A UERR terá ainda que viabilizar instalações adequadas para trabalhar com a realização de concursos.

“A recomendação notificatória é no sentido de evitar possíveis vazamentos ou problemas futuros no concurso da Saúde. Achamos melhor suspender o certame para que se adeque as questões de segurança”, destaca o procurador.

O atendimento aos itens recomendados deve ser informado ao MPC/RR e MPRR o prazo determinado para que só então seja dado prosseguimento ao concurso. “Como foi uma recomendação em conjunto, acredito que vão atender. Se isso não ocorrer, medidas judiciais serão adotadas junto ao Tribunal de Justiça para que o concurso seja suspenso”, informa Paulo Sérgio.

O concurso
O edital do concurso público da Secretaria de Estado da Saúde de Roraima foi lançado no dia 2 de julho. O certame, para os cargos de nível básico (fundamental), médio/técnico e superior, tem como objetivo substituir os servidores contratados por meio de processo seletivo, cujo contrato terminará neste mês de agosto, além de contribuir para preencher as escalas de plantões extras com a chegada dos novos profissionais.

O prazo de validade do concurso é de dois anos. São 1.786 vagas ofertadas, quase o triplo do último concurso realizado em 2007, quando foram ofertadas 663 vagas. São oferecidas vagas para os 15 municípios em diversas especialidades.

Outro lado
A Secretaria Estadual de Saúde informou ao G1 que uma reunião deverá ser realizada na tarde desta terça-feira (20) com a Procuradoria Geral do Estado para analisar os termos da recomendação. “Somente após esta reunião a Sesau deverá se manifestar sobre o assunto”, informou.

Fonte: G1
Saiba mais no SOS Concurseiro.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Login