Home » News » PRF e Planejamento divulgam números de abstenções em provas

Apesar da expressiva quantidade de inscritos no concurso da Polícia Rodoviária Federal (PRF) – 109.769 concurseiros–, deixaram de comparecer à prova, realizada ontem (11/8), cerca de 19,7% dos candidatos esperados. A quantia equivale a, aproximadamente, 21.624,4 pessoas a menos na disputa por uma das mil vagas para o cargo de policial. A concorrência média da seleção, que antes era de 109 candidatos por vaga, cai agora para 88. A remuneração inicial para o cargo é de R$ 6.106,81.

A primeira fase do concurso, composta por provas objetivas, foi realizada em todas as capitais brasileiras. Em Brasília, o Centro Educacional Leonardo da Vinci foi o escolhido para receber os candidatos. Marcado para às 8h, o exame foi aplicado com tranquilidade e todos os candidatos conseguiram entrar antes do fechamento dos portões. Após a prova, os concurseiros observaram que não houve irregularidades na aplicação e as questões seguiram a proposta do edital.

O certame é composto por provas objetivas, prova discursiva, exame de capacidade física, avaliação de saúde, avaliação psicológica, investigação social e avaliação de títulos. Aprovados em todas as etapas ainda serão submetidos ao curso de formação profissional. Segundo a PRF, os aprovados serão lotados em todos os estados brasileiros, mas haverá preferência para as regiões de fronteira.
 
Planejamento
Já no concurso do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), deixaram de ir à prova 3.420 candidatos dos 9.828 que haviam se inscrito. A quantidade representa 34,8% em abstenções. O certame oferta 150 vagas para o cargo de especialista em políticas públicas, com remuneração de R$ 13.402,37. Os novos servidores devem atuar em Brasília. Oito vagas são reservadas a candidatos com deficiência.

ANTT e MPT
Foram realizadas também neste domingo as provas da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e do Ministério Público do Trabalho (MPT). Ao todo, 23.712 candidatos se inscreveram para concorrer às vagas ofertadas pelos dois órgãos. No entanto, até o fechamento desta matéria, as bancas organizadoras não tinham contabilizado o total de abstenções nestes certames.

Fonte: Papo de Concurseiro / Correio Web
Saiba mais no SOS Concurseiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *