Home » News » Após polêmica com comissionados, Procon/DF nomeia mais 30 aprovados

O Instituto de Defesa do Consumidor do Distrito Federal (Procon/DF) publicou, nesta quarta-feira (18/9), no Diário Oficial local (a partir da página 27), a nomeação de 30 aprovados no último concurso público, aberto em 2011. Também foram tornadas sem efeito outras 30 nomeações feitas em maio deste ano. A publicação é realizada oito dias após o Tribunal de Contas do DF (TCDF) decidir que o órgão informasse quais seriam as medidas adotadas para substituir, no menor tempo possível, todos os funcionários comissionados por concursados. A troca, no entanto, não afetará os ocupantes de cargos de direção, chefia ou assessoramento.

Indagados pelo CorreioWeb sobre quando os demais candidatos serão convocados, o Procon/DF informou que, nos últimos meses, foram enviados quatro ofícios à Secretaria de Administração Pública local (Seap/DF), nos quais foram repassadas as necessidades da entidade e solicitada a nomeação dos servidores aprovados no certame. Segundo a Seap/DF, no entanto, não há previsão de novas convocações de concursados.

De acordo com o Procon/DF, até o último dia 10, 117 aprovados no concurso foram nomeados, sendo que apenas 76 tomaram posse. Atualmente 162 servidores comissionados atuam no órgão. Segundo Todi Moreno, diretor geral do Procon/DF, a maioria dos funcionários comissionados do Procon/DF é cedida pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania, que também apoia a posse dos candidatos – o retorno dos servidores viabilizaria a abertura de uma nova unidade da Subsecretaria de Proteção às Vítimas de Violência (Pró-vítima).

De acordo com o site do Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades), banca organizadora do certame, o resultado final do concurso foi homologado em março de 2012, portanto, a validade da seleção segue até março de 2014, com possibilidade de prorrogação por igual período a critério da Administração Pública.

Saiba mais
Em outubro do ano passado, o tribunal tinha tomado a mesma decisão. Na época, d e acordo com o TCDF, o Procon/DF alegou que o motivo da não nomeação dos aprovados fora o decreto 33.550/12 que estabeleceu medidas de contenção de gastos públicos no DF, o que incluía a suspensão de nomeações em concursos.

Fonte: Papo de Concurseiro / Corrio Web

Saiba mais no SOS Concurseiro.com.br

O Instituto de Defesa do Consumidor do Distrito Federal (Procon/DF) publicou, nesta quarta-feira (18/9), no Diário Oficial local (a partir da página 27), a nomeação de 30 aprovados no último concurso público, aberto em 2011. Também foram tornadas sem efeito outras 30 nomeações feitas em maio deste ano. A publicação é realizada oito dias após o Tribunal de Contas do DF (TCDF) decidir que o órgão informasse quais seriam as medidas adotadas para substituir, no menor tempo possível, todos os funcionários comissionados por concursados. A troca, no entanto, não afetará os ocupantes de cargos de direção, chefia ou assessoramento.

 

Indagados pelo CorreioWeb sobre quando os demais candidatos serão convocados, o Procon/DF informou que, nos últimos meses, foram enviados quatro ofícios à Secretaria de Administração Pública local (Seap/DF), nos quais foram repassadas as necessidades da entidade e solicitada a nomeação dos servidores aprovados no certame. Segundo a Seap/DF, no entanto, não há previsão de novas convocações de concursados.

 

De acordo com o Procon/DF, até o último dia 10, 117 aprovados no concurso foram nomeados, sendo que apenas 76 tomaram posse. Atualmente 162 servidores comissionados atuam no órgão. Segundo Todi Moreno, diretor geral do Procon/DF, a maioria dos funcionários comissionados do Procon/DF é cedida pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania, que também apoia a posse dos candidatos – o retorno dos servidores viabilizaria a abertura de uma nova unidade da Subsecretaria de Proteção às Vítimas de Violência (Pró-vítima).

 

De acordo com o site do Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades), banca organizadora do certame, o resultado final do concurso foi homologado em março de 2012, portanto, a validade da seleção segue até março de 2014, com possibilidade de prorrogação por igual período a critério da Administração Pública.

 

Saiba mais

Em outubro do ano passado, o tribunal tinha tomado a mesma decisão. Na época, d e acordo com o TCDF, o Procon/DF alegou que o motivo da não nomeação dos aprovados fora o decreto 33.550/12 que estabeleceu medidas de contenção de gastos públicos no DF, o que incluía a suspensão de nomeações em concursos.

Fonte: Papo de Concurseiro / Corrio Web

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *