Home » News » Cinco grandes concursos terão 1.269 vagas no RJ

O Rio de Janeiro polarizará no final de 2013 alguns dos concursos mais interessantes do ano no âmbito estadual. São aguardadas para os próximos meses as seleções da Polícia Civil, do Ministério Público, da Secretaria  da Fazenda (Sefaz), da Defensoria Pública e da Companhia Docas. Com ofertas para efetivação imediata e composição de cadastro reserva, nos níveis médio e superior, as oportunidades apresentam salários que vão de R$ 1,783 à faixa de R$ 19 mil.

Sefaz
Serão 100 oportunidades para auditor fiscal, posto que demanda formação superior em qualquer área do conhecimento e apresenta remuneração básica inicial de R$ 13.186,76.

A Fundação Carlos Chagas já foi confirmada como a organizadora do concurso. A Sefaz aproveitou esse anúncio para divulgar à imprensa que promoverá alterações no conteúdo programático em relação ao edital de 2011. A mudança mais enfática diz respeito à inclusão das disciplinas de inglês e direito penal.

O órgão disponibilizou outros detalhes relacionados à seleção. Serão duas provas, ambas de caráter classificatório e eliminatório, realizadas em domingos subsequentes. Na primeira prova serão abordadas as seguintes disciplinas com o respectivo número de questões: língua portuguesa (20); língua inglesa (10); administração e informática (26); contabilidade geral, contabilidade de custos e auditoria (20); direito constitucional, direito administrativo, direito civil e direito penal (24). Na segunda avaliação as matérias cobradas serão direito empresarial/comercial (12); economia e finanças públicas (18); matemática financeira, estatística e raciocínio lógico (24); direito tributário, legislação tributária e legislação das receitas não tributárias (26).

A taxa de participação corresponderá ao valor de R$ 180.

Polícia Civil
A corporação confirmou nova seleção para os postos de papiloscopista policial de 3ª classe e oficial de cartório policial de 6ª classe. Este será o terceiro concurso promovido pela Polícia Civil em 2013 e será organizado pelo Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC). A expectativa é de que o edital seja divulgado nas próximas semanas.

Serão 100 oportunidades para papiloscopista e 750 para oficial. Ambos os cargos admitem formação superior em qualquer área e os salários iniciais consistem em R$ 5.234,81 para o primeiro e R$ 2.431,91 para o segundo.

Companhia Docas
A CKM Serviços Ltda – EPP (Makiyama) será a empresa responsável pela organização do próximo certame que vai formar cadastro reserva nos cargos de técnico de serviços portuários e especialista portuário. A abertura das propostas aconteceu no dia 28 de agosto.

O cargo de técnico está distribuído entre as áreas de segurança do trabalho, contabilidade, eletrotécnica, edificações, ambiental e portos. A função exige curso técnico na área escolhida. O salário é de R$ 1.783,22 para jornada de trabalho de 44 horas semanais.

Já a carreira de especialista abrirá cadastro para aqueles que possuem graduação superior em qualquer área e também nos cursos de administração de empresas, ciências contábeis, direito, engenharia civil, engenharia elétrica, engenharia mecânica, engenharia de segurança do trabalho, tecnologia da informação, serviço social e secretariado executivo. Com jornadas de trabalho de 44 horas semanais, a remuneração é de R$ 4.517,50.

Todos contam ainda com auxílio-alimentação / refeição no valor total mensal de R$ 750, plano de assistência médica e hospitalar, auxílio-creche (R$ 330), incentivo à educação (entre R$ 240 e R$ 330), incentivo à formação (até R$ 240), incentivo à inclusão social de portadores de necessidades especiais (até R$ 1.100), auxílio-funeral (até R$ 1.100) e apólice de seguro de vida em grupo e acidentes pessoais para os seus empregados.

Os candidatos serão avaliados por meio de provas objetivas com questões de conhecimentos gerais (língua portuguesa, raciocínio lógica, gestão portuária e ética no serviço público) e específicos. Os aprovados ainda passam por exame admissional e avaliação psicológica.

De acordo com a companhia, a nova seleção decorre da necessidade de “prover o quadro de pessoal efetivo de profissionais de nível médio e superior em substituição às ocorrências de vacância em função do desligamento de empregados, mantendo-o, desta forma, atualizado”.

MP
Serão oito vagas para efetivação imediata e oportunidades para composição de cadastro reserva no cargo de promotor de justiça substituto. . O concurso terá validade de dois anos com possibilidade de prorrogação por igual período.

A seleção será constituída por cinco etapas: provas objetivas, avaliações discursivas especializadas (penal, civil, etc), exames orais, prova escrita de língua portuguesa e análise de títulos. A organização do concurso será de inteira responsabilidade do Ministério Público que, segundo sua assessoria de comunicação, não contratará empresa especializada em organização de concursos.

As inscrições, quando esta fase for iniciada, só poderão ser feitas no site do órgão (www.mprj.mp.br). Ainda não se sabe o valor da taxa de inscrição que só será conhecida quando da divulgação do edital de abertura.

O MP/RJ ainda não tem uma data específica para a liberação do edital, mas a expectativa é de que este seja liberado em breve.

Para concorrer à função de promotor, é preciso ser bacharel em direito e ter, no mínimo, três anos de prática jurídica comprovável por meio de certidões e demais métodos comprobatórios oficiais. O salário inicial da carreira gira em torno de R$ 19 mil.

Defensoria
Aquele que mais se alonga na fase de preparação é justamente o que irá oferecer maior número de vagas: 311. Aguardado desde 2012, o concurso para os quadros de apoio do órgão segue confirmado para este ano, mas a assessoria de imprensa não soube precisar as razões do atraso na divulgação do edital – que havia sido confirmada para agosto.

As ofertas são para os cargos de técnico superior jurídico (251), que exige bacharelado em direito e tem remuneração de R$ 3.589,52; técnico superior especializado (50), admite graduados em engenharia, arquitetura, contabilidade, economia, psicologia, serviço social, administração de empresas e análise de sistemas e ostenta salário de R$ 3.589,52.

Já para o cargo de técnico médio da defensoria existem 10 vagas para pessoas com diploma ou certificado do ensino médio completo e o salário será de R$ 2.944.

Fonte: JC Concursos
Saiba mais no SOS Concurseiro.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Login