Home » News » PF: autorização para 566 vagas vence em novembro

Vence no dia 22 de novembro o prazo para a Polícia Federal (PF) publicar o edital de abertura das inscrições do seu próximo concurso, que vai preencher 566 oportunidades em diversas carreiras da área administrativa. A autorização do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) foi disponibilizada na edição do dia 22 de maio do Diário Oficial da União e estabelecia o limite de seis meses para a divulgação do documento.

As ofertas estarão distribuídas entre os cargos de agente administrativo (534), engenheiro (11), administrador (4), psicólogo (3), arquivista (2), assistente social (7) e contador (5). Para a primeira função, os candidatos deverão ter completado o ensino médio. Os demais postos exigirão nível superior na área escolhida.

De acordo com a última tabela de remuneração dos servidores federais, o vencimento para agente administrativo, com as gratificações, é de R$ 3.443,98. Já as carreiras de nível superior contam com salário de R$ 5.946,85. As jornadas de trabalho são de 40 horas semanais.

A última seleção para a área administrativa da Polícia Federal ocorreu em 2004, organizada pelo Centro de Seleção e Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB). Na ocasião, foram disponibilizadas 1.638 oportunidades divididas entre os cargos de administrador, arquiteto, arquivista, assistente social, bibliotecário, contador, enfermeiro, engenheiro (civil, de aeronaves, de telecomunicações, eletricista e mecânico), estatístico, farmacêutico, médico (cardiologista, ortopedista e psiquiatra), médico veterinário, nutricionista, odontólogo, psicólogo (clínico e organizacional), técnico em assuntos culturais, técnico em assuntos educacionais (educação física, filosofia, sociologia e pedagogia), técnico de comunicação social (jornalismo e relações públicas), agente administrativo, agente de comunicação social, agente de telecomunicações e eletricidade, auxiliar de assuntos educacionais, auxiliar de enfermagem, desenhista, operador de computador, programador e técnico em contabilidade. Os candidatos passaram por provas objetivas com 120 questões, sendo 50 de conhecimentos básicos e 70 de conhecimentos específicos. A validade do processo seletivo expirou em 9 de setembro de 2006.

Em outubro de 2010, a PF havia solicitado ao MPOG a liberação de 1.352 vagas, distribuídas entre as carreiras de agente de polícia (396), escrivão (362), agente administrativo (328), papiloscopista (116) e delegado (150).

Fonte: JC Concursos
Saiba mais no SOS Concurseiro.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Login