Home » News » INSS: Cancelamento das provas de Fisioterapia ainda não é oficial

Até o fim da tarde desta segunda-feira, 21, mais de uma semana após os problemas ocorridos na prova do concurso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), em Juazeiro do Norte, no Ceará, ainda não havia sido publicado o comunicado oficial de cancelamento dos exames para analista, na especialidade de Fisioterapia, conforme informou que seria feito em 14 de outubro, dia posterior aos exames, a Fundação de Apoio à Pesquisa, Ensino e Assistência (FunRio), organizadora. Cerca de 50 candidatos não puderam ser avaliados por falta do caderno de questões.

A FunRio alega que espera um posicionamento do INSS, decidindo se o cancelamento será apenas para os fisioterapeutas da Superintendência Regional Nordeste, onde teria faltado o caderno de questões, ou se afetará todas as regionais. Já o INSS diz que aguarda informações da organizadora sobre o quê de fato teria ocorrido. De todo o modo, a Assessoria de Imprensa da autarquia informou que deverá ser realizado, nos próximos dias, um encontro entre representantes das duas instituições.

Enquanto isso, a Polícia Federal investiga a denúncia feita pelos candidatos que não puderam fazer o exame. Por sua vez, o Ministério Público Federal instaurou um inquérito civil público e já oficializou a FunRio e os demais envolvidos no caso a dar explicações. Depois da fase de instrução, o órgão decidirá se recomendará ou não o cancelamento das provas. Nos fóruns pela internet, diversos candidatos estão denunciando ocorrência de irregularidades em outras localidades, como atraso de mais de uma hora para o início da avaliação em Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro, e falta de detectores de metais em Macapá, no Amapá, além de conversa entre os candidatos no banheiro, sem intervenção dos fiscais. Não há informações se essas supostas irregularidades foram denunciadas aos órgãos competentes.

O concurso destina-se ao preenchimento de 300 vagas. O resultado preliminar da prova objetiva está previsto para 31 de outubro.

Fonte: Folha Dirigida
Saiba mais no SOS Concurseiro.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *