Home » News » Provas somem e candidatos ficam sem fazer concurso do INSS, no CE

60 candidatos não fizeram teste em Juazeiro do Norte. Quantidade de provas era insuficiente, segundo candidatos.

Um grupo de candidatos da área de fisioterapia deixou de prestar concurso para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) neste domingo (13), em Juazeiro do Norte, no Ceará, por falta de provas. Segundo o candidato Phyllyp Borges, no momento de começar o teste, a fiscal mostrou o envelope lacrado e, ao abrir, descobriu que existiam apenas seis provas para as 60 pessoas da sala. Após discutir com fiscais, todos os candidatos foram liberados sem realizar o exame. De acordo com Borges, todos registraram boletim de ocorrência.

O candidato diz ter estudado durante quatro meses para o teste. “Não tenho nem palavras, a gente se prepara, faz investimento, pessoas tiveram de vir de fora, pagar alimentação, combustível. Quando a gente vê um concurso federal, a gente se anima, todo mundo quer mudar de vida e quando chega, acontece uma situação desta”, afirma.

Relatos
Segundo o relato dos candidatos, os portões foram abertos às 13h. O concurso deveria ter começado às 14h, mas, segundo eles, até 15h30, as provas não tinham sido distribuídas. Faltavam 54 testes. O coordenador de aplicação de provas foi chamado ao local, na sala do 3º ano, 3º andar, em uma escola particular da cidade. Conseguiu mais 17 provas em outras salas, no entanto, o número ainda era insuficiente. Então, tirou cópias em uma máquina de xerox. Ao voltar à sala, conversou por telefone com a Funrio e comunicou que os testes não iriam ser aplicados. Houve bate-boca e os candidatos afirmam que o coordenador agiu de forma rude.

“É uma grande decepção para gente. Por que todos nós estudamos muito para fazer a prova. Concurso de renome nacional não pode acontecer isso. Fazer você passar por um constrangimento desses. Não há palavras para descrever o que estamos sentimos agora”, relatou a fisioterapeuta Kiara Monteiro.

As provas objetivas do concurso para o cargo de analista do seguro social do INSS foram aplicadas pela Fundação de Apoio a Pesquisa, Ensino e Assistência (Funrio) em 98 cidades brasileiras para 164.209 candidatos, com salário de R$ 7.147,12.  Em todo o país, 12.613 se inscreveram para a área de fisioterapia. Nas demais salas, em Juazeiro do Norte, os candidatos prestaram o exame.

Polícia
O delegado regional de Juazeiro do Norte, Vítor Timbó, afirma que foram registrados mais de 40 BOs sobre o sumiço das provas neste domingo. Ele vai enviar todos os depoimentos para a Polícia Federal, por se tratar de um orgão federal. “Como eles não estavam com regime de plantão para atender essas pessoas fizemos esse atendimento trabalhando em conjunto. Nesta segunda-feira (14) estaremos remetendo o boletim de ocorrência com o nome das pessoas que realizaram o cadastro como testemunho para averiguarmos a situação”, afirmou o delegado Vitor Timbó.

O G1 contatou o INSS em Brasília e no Ceará, e a central de atendimento da Funrio, por telefone, na noite deste domingo, mas as ligações não foram atendidas.

Fonte: G1

Saiba mais no SOS Concurseiro.com.br

3 Comments

  1. Gilson Tavares Queiroz disse:

    No Pará, as provas de uma sala onde haviam candidatos de Tecnologia da Informação foram trocados por provas de Arquitetura, foi registrado na ata da sala e feito um boletim de ocorrência registrado na delegacia próxima ao local do concurso. 27 candidatos foram prejudicados.

  2. Danielle disse:

    A prova foi MUITO mal organizada, em São Paulo, os portões demoraram 15 minutos para abrir, quando abriu, não tinha sinalização para informar onde ficavam os blocos (A e B), não havia listas com nomes e salas, nem setas para apontar onde elas estavam, quem estava sem o papel com o numero da respectiva sala de aula, saia perguntando de porta em porta qual era a letra que estavam fazendo provas naquele local, tirando o pessoal que era do bloco B e estava no bloco A por falta de informação.
    Nunca tinha feito prova pela FUNRIO e sinceramente, preferiria não fazer novamente!

  3. JULIANA disse:

    Absurdo tamanha desorganização dessa ´organizadora´. Além das questões mal formuladas e dos gabaritos absurdos! Há, pelo menos, três questões de português com gabaritos incompatíveis!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *