Home » News » Detran/RJ: Prova de Redação gera polêmica

Candidatos do concurso de nível médio do Departamento de Trânsito do Rio de Janeiro (Detran-RJ) criticam o fato de a organizadora Makiyama não disponibilizar a vista da redação, cujas notas foram divulgadas no último dia 4. Eles alegam que o acesso ao espelho do texto seria essencial para interpor recurso (o prazo vai até hoje, dia 6). Para a concorrente a assistente técnico de trânsito Karina Lima isso até chega a gerar dúvida se a redação foi realmente corrigida. “Me senti muito prejudicada porque fui pior na redação do que muita gente, e gostaria de entrar com recurso. Mas não sei o que eu acertei
ou errei, então fica complicado.”

Um candidato a assistente técnico em identificação civil que não quis se identificar disse que, sem acesso ao espelho, a transparência da seleção pode ser questionada. “Essa situação gera questionamentos, porque muita gente tirou mais de 90 pontos e em outros casos houve muita discrepância entre a nota da prova objetiva e a da redação. Acho que seria interesse o próprio Detran dar a maior transparência possível ao concurso.”

Segundo a Makiyama, no edital elaborado pelo Detran há uma cláusula (item 11.15) que diz que não haverá vistas ou fornecimento de cópia das redações, e que cabe à organizadora cumprir o que está no documento. A Makiyama ainda informou que o candidato, ao preencher o formulário de recurso, deve apenas solicitar a revisão no campo de “argumentação”. A redação, então, será revisada por outros dois avaliadores. Questionada sobre uma possível retificação no item que não permite a divulgação do espelho, para que a transparência do concurso não seja questionada, a Assessoria de Imprensa do Detran afirmou que os candidatos fizeram o concurso sabendo das regras do edital.

Para o especialista em concursos públicos Sylvio Motta, como já estava previsto no edital, não há nada a ser feito. “Lamento, mas os candidatos não terão mesmo acesso ao espelho da redação. Está muito claro no edital, não tem jeito. As pessoas sabiam disso”, justificou. Por outro lado, o especialista Sergio Camargo acredita que o que está no edital não deve ser visto como um ponto final. “Não quero saber o que o edital diz, ele é apenas um decreto. O que me interessa são os valores do Direito, os príncipios fundamentais da dignidade humana.”

Segundo Camargo, a publicidade e a transparência devem ser integradas aos concursos. “A organizadora deveria dar publicidade à vista da redação. E isso pode ser facilmente corrigido. Se for o caso, o Ministério Público pode convencer a banca a reabrir o prazo para recurso com o espelho”, disse.

Outra polêmica – Outro ponto debatido pelos candidatos diz respeito ao número de linhas da redação. No edital consta apenas que os textos devem ter, no mínimo, 20 linhas. Já na prova, na parte das orientações para a redação, falava-se de mínimo de 20 linhas e máximo de 25. A Makiyama esclareceu que as redações foram corrigidas com base no edital, ou seja, sem número limite de linhas, para não prejudicar nem favorecer ninguém. Segundo a organizadora, zerararam as provas somente os participantes que escreveram menos de 20 linhas, o que gerando uma série de críticas por parte dos candidatos.

Fonte: Folha Dirigida
Saiba mais no SOS Concurseiro.com.br

9 Comments

  1. Daniels Balboa disse:

    Boa tarde ! EVP , estou entrando em contato com você por estar me sentindo prejudicado por tudo que vem acontecendo na correção das provas do Detran-RJ. As quais foram realizadas pela banca Makiyama, vou listar alguma delas abaixo:

    * Não disponibilizam o espelho da prova. ( como vou me defender ? Se não sei o que dizem estar errado ) E se isso virar moda ?

    * Limitam a prova com o mínimo de 20 e máximo de 25, sobre pena de nota ZERO ( só que penalizam apenas quem fez menos de 20 linhas ) Eu li o edital e tive que me adaptar a 25 linhas, assim perdendo em argumentação e estrutura. Isso é justo ?

    Como proceder nesses casos ? Nós somos mais de 150 pessoas !!! Obrigado !!!

  2. Bruno disse:

    Que injustiça essa banca fez, 340 notas acima de 90 pontos… Esse concurso é pro Detran ou pra Academia Brasileira de Letras?
    Querem a verdade? Eles corrigiram por amostragem e desconsideraram a ética e o bom senso na hora de fazer essa injustiça, mas o que esperar desta banca?
    TODOS os meus professores do Cursinho alertaram para a idoneidade dessa banca, que poderia ser duvidosa, e comprovou-se que eles estavam certos. Aguardamos a manifestação do DETRAN/RJ para que as redações sejam, no mínimo, recorrigidas de forma justa e leal.

  3. Fábio Silva de Souza Filho disse:

    Não há nada a fazer? Como assim Sr. Sylvio? A prova de títulos do Detran/SP estava expressa no edital e pôde ser cancelada. Edital não manda nada, a LEI manda.

  4. Edson disse:

    Uma minoria de candidatos reprovados estão tentando tumultuar o concurso porque, depois da divulgação de seus resultados (negativos), querem mudar as regras do Edital, que no momento oportuno não foi impugnado.
    Não aceitam o fato da banca não dar vista ao espelho da redação, não aceitam o fato de que a nota da prova objetiva não era o resultado final (Resultado final = Objetiva + redação /2 = Nota final). Com o resultado da nota da prova objetiva o candidato estava “HABILITADO” para a correção da redação, e outro fato é que querem estipular o máximo de notas altas que a banca pode atribuir aos candidatos. Respeitem os candidatos que por Mérito foram aprovados. Estudem, outros concursos estão por vir. Grato

  5. walmir de jesus disse:

    O DETRAN POSSUI MUITA GENTE FAZENDO ESTE TRABALHO PARA O QUAL ABRIU CONCURSO, E TODOS ACHAM QUE ELES VÃO COLOCAR ESTE POVO JÁ TREINADO NA RUA E COLOCAR NOVOS? MARACUTAIA Á VISTA, O DETRAN COMO TODOS SABEM É BRAÇO POLITICO DE TODOS OS GOVERNADORES ELEITOS. ALÉM DAS MULTAS A QUALQUER PREÇO, ESTE CONCURSO ENCHEU OS COFRES.

  6. elisangela costa disse:

    Amigos concurseiros, fiz a prova do DETRAN para o cargo de assistente técnico de trânsito e após ver o resultado final que saiu no sábado, dia 10 de novembro de 2013, desconfiei das altas notas de redação no site da responsável pelo concurso http://www.makiyama.com.br/Concursos/DETRANRJ/Account/logon/?returnUrl=%2FConcursos%2FDETRANRJ%2F. Então, qual não foi minha surpresa quando fui pesquisar o primeiro nome com nota altíssima, AILA CRISTINA DOS SANTOS ALVES, e descobri no GOOGLE uma portaria do presidente do DETRAN designando essa senhora para uma função http://www.detran.rj.gov.br/_documento.asp?cod=7473. Ou seja, essa senhora já é funcionária do DETRAN no mesmo cargo, assistente de trânsito e sua matrícula é 24/003.425-6. Outro nome que pesquisei foi de Manoela Ferreira Morgado, informo que a mesma trabalha na ouvidoria do DETRAN e sua matrícula é 24/007752-9, segue o link que comprova que ela já é funcionária do DETRAN http://www.jusbrasil.com.br/diarios/26246936/pg-3-parte-i-poder-executivo-diario-oficial-do-estado-do-rio-de-janeiro-doerj-de-08-02-2011, por último descobri que a senhora Manuela Alencar Boaventura da Silva, também recebeu nota super alta é na verdade filha de Juçara Alencar Boaventura que é funcionária do Detran. Descobri pelo Facebook de Juçara Boaventura https://www.facebook.com/jucara.boaventura , porque tem a Manuela Alencar na lista de amigos. Em pouco tempo consegui descobri essas pessoas aprovadas no concurso. Como pode funcionários do DETRAN serem novamente aprovados no concurso. Por favor, peço que o concurso seja cancelado, pois a fraude é clara e descarada. Outro nome que me surpreendeu foi o de SILVIA MEKLER, segundo descobri ela é empresária com loja no Shopping Tijuca e até já foi presidente da Associação de Judeus do RJ. Faço esse apelo para que os 300 mil inscritos não deixem isso acontecer. Vamos nos levantar, gente. Precisamos unir nossas forças para cancelar o concurso. É uma vergonha e esse tipo de coisa já passou dos limites. É tempo de acabar com esse absurdo. Peço providências, por favor. Nós estudamos, gastamos dinheiro para ver nossos sonhos destruídos? Quer ver o bem vencer dessa vez.

    • Manuela Alencar disse:

      Sinto pelos que não foram aprovados no concurso. Infelizmente nem sempre conquistamos o que almejamos. Sou Assistente Social e pós-graduada em Políticas Sociais. Já fiz vários concursos na minha área e nas áreas afins, mas quem faz concurso sabe como está cada vez mais difícil ser aprovado. Decidi fazer o concurso do Detran em função do grande número de vagas. Estudei o bastante para conseguir a pontuação necessária e tirei uma ótima pontuação na redação pois tenho facilidade para escrever e consigo desenvolver bem os temas. No entanto, descobri, por acaso, que meu nome foi citado em um dos comentários da Sra. Elisangela Costa que insinuou possível fraude porque tenho uma tia que é funcionária do Detran. Logo, preciso informá-la, querida Elisangela, que a Juçara não é minha mãe e não foi ela quem corrigiu a redação. Assim como eu e como outros que foram aprovados neste concurso, ela também já passou por esse processo e o conquistou por mérito próprio. Desejo que outras oportunidades apareçam e que você conquiste seu espaço num cargo público sem que, para tal, afete injustamente outras pessoas ao realizar comentários ofensivos na internet.

  7. Luciano disse:

    Isso é uma falta de respeito com todos os participantes, tirei 60 na prova objetiva, e nem deram minha nota na redação, sendo que no edital fala, que a nota final seria “objetiva+redação/2″, e tem candidato aprovado com nota final 59.38, e que a redação só seria corrigida a de quem tirou mais que 50%(por cento) da prova objetiva, entrei com recurso mas como todos já sabem, todos eles foram indeferidos.

    Total falta de respeito.

  8. saionara de freitas gomes disse:

    Fiz para Tec de Ident Civil tirei 60 e nem corrigiram minha redação. Total desvantagem, pois com a redação minha nota final poderia ter subido mais. Uma decepção esse concurso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Login