Home » News » Ministério da Fazenda: Edital já em elaboração, confirmado para este ano

O Ministério da Fazenda informou, na quarta-feira, dia 13, que o edital do concurso para assistente técnico-administrativo já está sendo elaborado. O órgão confirmou que a divulgação do documento acontecerá ainda este ano. Serão oferecidas 1.026 vagas para quem possui pelo menos o ensino médio completo. O cargo proporciona estabilidade (contratação pelo regime estatutário) e ganhos iniciais de R$2.927,82, incluindo o auxílio-alimentação, de R$373.

Conforme explicou o Ministério da Fazenda, antes da divulgação do edital, será delegada à Esaf a competência para a realização do concurso, o que costuma ser feito por meio de portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU). Outro aspecto burocrático que terá que ser seguido é o do intervalo mínimo de 60 dias entre a divulgação do edital e a realização das provas, previsto no Decreto 6.944/09. Sendo assim, os exames deverão ser aplicados a partir de fevereiro do ano que vem.

As vagas do concurso serão distribuídas por todos os estados, com exceção de São Paulo e do Distrito Federal, que contam com seleção vigente. O quantitativo destinado a cada estado ainda está sendo definido, com base na necessidade nas localidades da Receita Federal, Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) e Superintendências de Administração do Ministério da Fazenda (SAMFs), para onde deverão ser as chances. A previsão, de acordo com o ministério, é de nomeação dos aprovados até 2 de junho do próximo ano.

Nos dois concursos já realizados para o cargo (2009 e 2012), a seleção foi feita, exclusivamente, por meio de provas objetivas. Em geral, os especialistas aconselham o estudo com base no edital da seleção anterior. Nesse caso, é recomendado o estudo de Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico-Quantitativo, Informática, Direito Administrativo, Direito Constitucional, Arquivologia e Gestão Pública. Porém, com a destinação de vagas para a Receita Federal, alguns orientam a também dar atenção a Direito Previdenciário e Direito Tributário, cobrados no concurso de 2009, que também contou com vagas para a Receita.

Fonte: Folha Dirigida
Saiba mais no SOS Concurseiro.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *