Home » News » TJ-MG: Empresas devem indenizar candidatos que perderam concurso

Nove candidatos a concurso público do Ministério do Trabalho, que perderam a prova por problemas de transporte, serão indenizados pelo curso BMW e pelas empresas Evandro Turismo e Expresso Contemporâneo Transporte e Turismo. Cada um dos prejudicados vai receber R$ 3 mil por danos morais e R$ 105 por danos materiais.

A 16ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG) confirmou decisão do juiz Francisco José da Silva, da 5ª Vara Cível de Juiz de Fora.

Segundo o processo, os candidatos eram estudantes do cursinho BMW, de Juiz de Fora (MG), que ofereceu transporte para a realização das provas do concurso em Belo Horizonte. A BMW contratou a Evandro Turismo que subcontratou o ônibus da Expresso Contemporâneo.

A partida do ônibus foi marcada para às 6h do dia 21, de uma avenida central da cidade. Porém, chegou somente às 8h. Além disso, a rodovia foi fechada devido a um acidente com uma carreta, o que atrasou o percurso. Finalmente, cerca de 50 quilômetros de Belo Horizonte, o ônibus passou a exalar um forte cheiro de queimado, o que fez o motorista parar e jogar baldes de água fria no radiador. O ônibus não funcionou mais.

Segundo o desembargador Sebastião Pereira de Souza, “a indenização deve ter para a vítima um efeito de terapia, quando não para cessar em definitivo, pelo menos para amenizar ou auxiliar na diminuição da dor moral”. Os demais magistrados o acompanharam.

Fonte: Valor Econômico
Saiba mais no SOS Concurseiro.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Login