Home » News » TJ/BA: Concurso reaberto para 1.383 vagas. Inscrições em janeiro

O concurso do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJ-BA), suspenso desde agosto deste ano, foi reaberto nesta quarta-feira, 20 de novembro. O novo edital está disponível abaixo. O processo oferece 1.383 vagas para profissionais que atuarão na outorga de notas e de registros nos cartórios do estado. Para concorrer, é necessário possuir bacharelado em Direito ou comprovar exercício, com duração mínima de dez anos, de serviços na área. O objetivo da seleção é privatizar todos os cartórios extrajudiciais do estado, conforme manda lei aprovada na Assembleia em agosto de 2011.

As inscrições deverão ser realizadas no site do organizadora, Cespe/UnB, entre 7 de janeiro e 5 de fevereiro de 2014. A taxa será de R$200, podendo ser paga até 27 de fevereiro. Aqueles que forem membros de família de baixa renda e estiverem registro no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal poderão pedir isenção do valor. O requerimento deve ser feito dentro do período de cadastros, no mesmo endereço eletrônico, e o resultado sai no dia 13 do mesmo mês.

Das oportunidades, 5% são destinadas a portadores de deficiência. Para solicitar atendimento especial durante as provas ou concorrer às vagas reservadas, será necessário enviar à sede do Cespe, via Sedex, ou entregar pessoalmente no mesmo local, de segunda a sexta, das 8h às 19h, cópia do CPF e laudo médico. A lista de inscritos tem publicação prevista para 12 de março. O concurso será composto por diversas etapas.

A primeira será de prova objetiva, marcada para 6 de abril. Os locais e horários de aplicação serão divulgados online e estarão disponíveis para consulta a partir de 28 de março. Os aprovados passarão por avaliação escrita, que cobrará uma redação de 120 linhas, ou peça prática de 120 linhas e duas questões discursivas de 30 linhas cada, dependendo da função pretendida, que devem acontecer em 8 de junho. As demais são: comprovação de requisitos; exame psicotécnico, neurológico e psiquiátrico; entrevista pessoal; análise da vida pregressa; prova oral e, por fim, avaliação de títulos.

Fonte: Folha Dirigida
Saiba mais no SOS Concurseiro.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Login