Home » News » Educação/DF: Denúncias de irregularidades podem anular prova

Há chances de questões das provas objetivas para o concurso da Secretaria de Educação do Distrito Federal (SE-DF) serem anuladas. Segundo denuncias realizadas por candidatos que efetuaram os exames no último dia 8, há questões idênticas a outro concurso organizado pela mesma banca, o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC), em 2012. Além disso, foi disponibilizado na internet uma gravação executada no momento da avaliação.

Segundo a Assessoria da organizadora, a candidata que publicou o vídeo sobre a prova já foi identificada e será desclassificada e que analisa as questões denunciadas para verificar se houve realmente plágio. Ainda segundo o IBFC, caso o erro seja comprovado, as mesmas serão anuladas, porém, o concurso, segundo eles, deve seguir normalmente.

Com o pensamento contrário, o deputado distrital e também professor de história, Israel Batista (PV), entrou com uma representação no Ministério Público do Distrito Federal (MPDFT) para que a instituição apure as irregularidades denunciadas. De acordo com o deputado, ele recebeu diversas reclamações, não somente sobre a repetição de questões, mas também sobre questões com duplas interpretações, uso de telefones durante a prova, falha no controle de transito das pessoas nos locais de prova, erro na conduta dos fiscais de sala e conteúdo da prova mau elaborado.

“Recebi muitas reclamações de candidatos. Por muito tempo dei aulas em cursos preparatórios e como professor também não gostei da prova, de como foi aplicada, do conteúdo. Foi um evento mau organizado. Esse foi um concurso muito esperado, tanto que teve quase 80 mil inscritos. Um concurso desse porte deve ser feito da maneira muito transparente, não pode haver suspeitas”, defende.

A partir de agora, o MPDFT vai juntar todas as representações apresentadas e irá iniciar um processo de apuração dos fatos. Apesar de não haver um prazo para que o Ministério Público se posicione, Israel Batista acredita que isto deve demorar, pelo menos, um mês. Para ele, algo que pode agravar ainda mais a situação. “Os candidatos, infelizmente, vão ter que ficar nessa incerteza de ter ou não o andamento do concurso. A cidade precisa de professores para o início do ano, mas não podemos deixar que esse mal exemplo passe sem qualquer averiguação.”

A partir do momento em que o IBFC receber a notificação do MP – o que deve acontecer entre o final dessa semana e o início da próxima – , a instituição terá dez dias úteis para se posicionar. Articulador e relator da Lei Geral de Concursos já em vigor no Distrito Federal, o deputado e professor finaliza: “cerca de 350 mil pessoas prestam provas por ano em Brasília. O concurso público aqui é levado muito a sério. Esta atividade deve ser respeitada.”

Fonte: Folha Dirigida
Saiba mais no SOS Concurseiro.com.br

7 Comments

  1. Edileuza Lucena dos Santos disse:

    Gostaria que realmente fosse apurado, pois dediquei-me
    tempo e dinheiro para fazer esse concurso e logo após realizar a prova comentei com meu esposo que não havia gostado da organização do concurso não tive segurança com a aplicação da prova achei muito desorganizado por se tratar principalmente de ser um concurso para professor da capital do nosso país. Por isso quero uma resposta dos responsáveis.

  2. Eduardo Freitas disse:

    A alguns anos eu e minha esposa nos inscrevemos no concurso para professor do DF. O concurso pela FGV-SP foi cancelado e NÃO recebemos o dinheiro das inscrições de volta. Foi aberto outro concurso e mesmo quem jpa havia pago a inscrição do anterior teria de pagar novamente. Sequer houve a opção de aproveitamento da inscrição.

    Em outro concurso eventos como estes ocorreram no concurso para o Senado Federal, enrolaram e não cancelaram. a maior vergonha é a prova de atualidades. Prova de atualidades não poderia ser eliminatória, uma vez que pode cair qualquer coisa, sobre qualquer assunto, e as bancas não respeitam o tema do concurso em questão.

  3. Marise Lopes Serafim disse:

    Hoje 21/01/2014, parece-me que as irregularidades até o momento não foram apuradas, inclusive a prova específica de matemática tem 10 questões repetidas, eu entrei com recursos e já saiu o resultado e nenhuma respostas e vai ficar assim? Eu irei pessoalmente ao MPF, sua representação regional levando as provas e as questões para ver se alguém toma providências, ou se tem alguma resposta, porque o resultado provisório saiu e ninguém está lembrando das irregularidades. Eu fiz um concurso, o qual passei, pela FGV, e por ter a prova repetida sem a resposta, o certame foi anulado. A prova de matemática estava sendo divulgada e simplesmente não levaram em consideração, o concurso não foi anulado e muito menos as questões! Tudo indica que não.

  4. LÍDIA CARLA BORGES DA COSTA disse:

    Entrei com recurso em 3 questões da prova de Atividades, porém apenas uma foi modificada e as outras duas é nítido que apresentam erros, além dessas há outras questões que precisam ser reavaliadas. E o mais alarmante é que até agora ninguém se manifestou quanto as atrocidades ocorridas no dia da prova. Pois tocar um celular enquanto aguardamos a entrega dos cadernos de prova a pessoa continuar na sala… o fiscal aceitar conversas durante a realização da prova e para manter a organização os próprios candidatos ter que pedir silêncio é inadmissível!!!! Algo precisa ser feito.

  5. Alessandra Seabra Da Silva disse:

    Realmente esse concurso foi uma decepção. Na minha sala onde realizei a prova nao houve fiscalização. Eu mesma nao solicitaram minha identidade perguntaram o sobrenome ele achou na lista dele e mandou eu entrar e sentar em qualquer lugar. Na folha resposta tinha o numero da cadeira do candidato, mas nada foi respeitado. Candidatos sentavam com cadeiras proximas enquanto outras fileiras vazias. Ao receber minha folha resposta eu assinei sem o fiscal olhar minha identidade ( qualquer um faria no lugar). Nao recolheram meu celular, alguns candidatos eles perguntavam outros nao. Dai pedi me deram um saco sem lacre. E eu por vontade propria desliguei meu celular. Fui ao banheiro sozinha e dentro do banheiro havia candidatas trocando informações. Achei tudo bagunçado. ….

  6. Marcia disse:

    Aqui em Minas tambem houve Concurso no ultimo dia 08 e a mesma banca IBFC realizou as provas, com muits ERROS INEXPLICAVEIS, como por exemplo dentro do pacote de Avaliação de Lingua Inglesa continha Avaliação de sociologia, as Avaliações de Lingua Inglesa não aparecerem e nem houve explicação FOI ENTAO CANCELADA A Avaliação na SRE Caratinga e até hoje nao houve comunicação a respeito de uma nova data para Avaliação, tb em Carstinga houveram Falha na Aplicação da Avaliação de Quimica e em VARGINHA mais de 100 profissionais não fizeram Avaliacao de Ensino Religioso já que o Pacote de Provas estava vazio. Que Banca DESORGANIZADA E CHEIA DE FALHAS…

  7. ines paiva matos disse:

    Aqui em Minas também houve concurso no ultimo dia 08 e a mesma banca IBFC realizou as provas, no meu conteúdo Ensino Religioso, a prova enorme, tempo insuficiente para poder analisa-las , porque tínhamos apenas 4 minutos para responder as questões, barulho interno e externo, a aplicadora nao soube administrar a sala, muito mal educada ao meu ver, todos com os nervos a flor da pele, qdo deparei com uma prova daquele nível, mal elaborada, dando sentido duplo para nos confundir, pq eu tinha me preparado e muito e so caiu coisas que nao trabalho dentro de sala, pura legislaçao, acredito q tinha que ter sim , mas nao a prova toda, cadê os valores que nós trabalhamos dentro de sala, nada disso caiu. E o problema maior cidade sem chegar as provas como Varginha que as provas nao chegaram ate entao, agora estao dizendo que vao marcar nova data para aquela cidade, nao seria justo teria sim que anular o concurso, cadê o Ministerio Público para intervir pq concurso que eu saiba é para o Estado todo para quem quiser concorrer e nao separadamente.Espero que tome uma atitude cabível em relaçao a este concurso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Login