Home » News » Governo de Mato Grosso anuncia concurso para sete secretarias em 2014

O Estado de Mato Grosso programou para o próximo ano a realização de concurso público para sete categorias. A revelação foi feita nesta sexta-feira pelo secretário estadual de Administração, Francisco Faiad, em entrevista ao Programa Comando Geral (TV Cuiabá – canal 47).

Segundo o secretário, hoje o único concurso que está em andamento é da Secretaria de Trabalho e Assistência Social. Além disso, está em fase de inscrições, o concurso para preenchimento de 1,3 mil vagas para a Segurança Pública.

Já em 2014, estão programadas provas para contratação de servidores para a Empaer, Unemat, Detran, Educação e da Saúde Pública. “São pastas que já identificamos e conversamos com os sindicatos sobre a disposição de fazemos concurso nestas áreas”, frisou.

Segundo Faiad, apesar da máquina pública contar hoje com mais de 100 mil servidores, incluindo aposentados e pensionistas, ainda é necessário reforçar este quadro para que as demandas da população sejam atendidas com qualidade. “Para se ter uma ideia, o grande concurso de 2010 previa chamamento de 10 mil servidores. E já foram chamados 16 mil desde então”, afirmou.

MT Prev
Na entrevista, Francisco Faiad anunciou que na segunda-feira será encaminhado a Assembleia Legislativa, o projeto que cria o MT Prev (Fundo Previdenciário do Estado de Mato Grosso). Segundo ele, a partir do próximo ano o sistema previdenciário do Estado, que registra déficit anual de R$ 280 milhões, estará equilibrado. “Isso permitirá ao governador Silval, em 2014, e ao próximo gestor, que esses recursos sejam aplicados em investimentos a população”, colocou.

O secretário explicou que o MT Prev será formado por outros fundos que possibilitaram o equilíbrio das contas previdenciárias dos servidores. Um deles será o de concessão de rodovias estaduais. “Já temos a concessão da que liga Poxoréu e Rondonópolis. Outras que estudamos conceder a iniciativa privada e aplicar neste fundo são a Cuiabá-Chapada e a Primavera-Paranatinga”, contou.

Além disso, o Fundo Imobiliário será revertido para a Previdência Estadual. Faiad revelou que o Estado possui 8 mil terrenos abandonados e que podem gerar lucros, através de alugueis e arrendamentos.

O secretário confirmou que deixa o cargo no próximo dia 31 para disputar uma cadeira de deputado estadual pelo PMDB. No entanto, nos bastidores, comenta-se que Faiad possa concorrer a um cargo majoritário, já que em 2012 ele foi candidato vice-prefeito na chapa encabeçada pelo então vereador Lúdio Cabral (PT).

Fonte: O Documento
Saiba mais no SOS Concurseiro.com.br

1 Comment

  1. sebastiao junio da costa souza disse:

    muito importante pois temos carencia nesta areas e principalmente pela oportunidade valorizaçao pessoal atendimento, formaçao,ideais,virtudes,temos necessidade…………………….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Login