Home » News » PM/RJ: Temporariamente suspenso, concurso recomeça em janeiro

Na tarde da última sexta, a assessoria da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PM-RJ) se pronunciou, ainda que extraoficialmente, sobre as falhas no concurso para 6 mil vagas de soldado. O link para efetuar as inscrições, no site da Exatus, organizadora da seleção, encontra-se indisponível desde o dia 18 – data de abertura do prazo. Chegou-se a cogitar, sobretudo pelas redes sociais, que o link teria saído do ar por problemas técnicos, como o excessivo número de acessos simultâneos de interessados em participar da disputa. A assessoria da corporação, no entanto, nega esta versão e, em contato feito neste dia 27 de dezembro, afirmou que o concurso encontra-se temporariamente suspenso, devido a alterações que estão sendo feitas no edital. A mesma fonte, no entanto, apressou-se em afirmar não saber quais pontos do documento estão sendo mexidos. Mas garantiu que a seleção será retomada tão logo estes ajustes sejam feitos, com a reabertura do prazo e a definição de um novo cronograma. Ainda segundo a assessoria, a previsão é de que isso ocorra a partir do dia 2 de janeiro de 2014.

Com oferta de 6 mil vagas de soldado, sendo 5.400 para homens e 600 para mulheres, o concurso da PM-RJ estaria com as inscrições abertas até o dia 16 de janeiro. Mas, ao acessar o site da Exatus, os interessados continuam a visualizar o informe de que o link para inscrição encontra-se indisponível. Tão logo o prazo seja reaberto, o candidato deverá preencher a ficha, imprimir o boleto e efetuar o pagamento da taxa, de R$100, em qualquer agência bancária. Quem não tiver acesso à internet poderá se inscrever presencialmente, utilizando os computadores disponíveis no Centro de Recrutamento e Seleção de Praças (CRSP), entre 9h e 17h, de segunda a sexta (exceto feriados). Mas, atenção: a assessoria da corporação lembra que também no posto presencial o atendimento aos interessados encontra-se suspenso, na dependência dos ajustes no edital.

Conforme lei estadual, 20% das vagas serão destinadas a negros e índios. Em virtude da natureza do cargo, não há reserva para portadores de deficiência. Para concorrer, é necessário ter o nível médio ou concluí-lo até a data prevista para a pesquisa social. Além da escolaridade, também são requisitos: carteira de habilitação (exceto a categoria A), altura mínima de 1,60m, para mulheres, e de 1,65m, para homens, e idade entre 18 (na matrícula) e 30 anos (até o fim do período de inscrição). Atualmente, o salário é de R$2.382,89, porém os policiais militares terão reajuste em torno de 12%, em fevereiro. Também são pagas gratificações a quem faz curso de qualificação (R$350) e trabalha em Unidade de Polícia Pacificadora (R$750). Os soldados que se voluntariam para trabalhar na folga, no sistema RAS (Regime Adicional de Serviço), recebem R$150 por oito horas/dia e R$225 por 12 horas/dia. São permitidos até oito RAS por mês. Os selecionados terão direito a benefícios como assistência médico-hospitalar (inclusive para os dependentes), alimentação, fardamento, entre outros.

O concurso constará de sete etapas, sendo a primeira o exame intelectual (prova objetiva e redação), programado para o dia 23 de fevereiro (data que deverá ser alterada em função do atraso nas inscrições). Ele terá duração de cinco horas. Serão propostas 40 questões, distribuídas por Português (dez), História, Geografia, Sociologia, Informática, Legislação de Trânsito e Direitos Humanos (com cinco questões cada). A redação terá entre 20 e 30 linhas, e o tema será fornecido na hora. Só serão corrigidos os textos dos 30 mil primeiros classificados. A segunda etapa será o exame psicológico, eliminatório. A terceira fase será o exame antropométrico, que consiste na verificação do Índice de Massa Corporal (IMC). Haverá ainda exame físico, teste toxicológico, exame médico e investigação social e documental.

Fonte: Folha Dirigida
Saiba mais no SOS Concurseiro.com.br

2 Comments

  1. adilson disse:

    quero muito fazer esse concurso,favor me avisar quando retomar

  2. abel ferreira disse:

    esse concusso que não sai, sou de fortaleza-CE e tó dando o gás.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Login