Home » News » Ministério do Planejamento autoriza 150 nomeações em 3 órgãos

Vagas são para Iphan, Marinha e Aeronáutica. Nomeações se referem a vagas de concursos realizados.

O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão autorizou, por meio das portarias nº 08, 10 e 11, publicadas no “Diário Oficial da União” desta quarta-feira (15), a nomeação de 150 candidatos aprovados nos concursos públicos do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Marinha e Aeronáutica.

A portaria nº 08 autorizou o provimento de 73 cargos efetivos do plano especial de cargos da cultura do quadro de pessoal do Iphan, do concurso público autorizado pela portaria nº 60, de 26 de março de 2009. Serão 19 vagas para analista (nível superior) e 54 para auxiliar institucional (nível médio).

O provimento dos cargos de que trata o caput deverá ocorrer a partir de janeiro de 2014, e está condicionado à existência de vagas na data de nomeação; e à declaração do respectivo ordenador de despesa sobre a adequação orçamentária e financeira da nova despesa à Lei Orçamentária Anual e sua compatibilidade com a Lei de Diretrizes Orçamentárias, demonstrando a origem dos recursos a serem utilizados.

A portaria nº 10 autorizou o provimento de 64 cargos de professor da carreira de magistério superior, do quadro de pessoal do Comando da Marinha, do concurso público autorizado pela Portaria MP nº 5, de 3 de janeiro de 2013.

O provimento dos cargos deverá ocorrer a partir de janeiro de 2014, e está condicionado à existência de vagas na data de nomeação; e à declaração do respectivo ordenador de despesa sobre a adequação orçamentária e financeira da nova despesa à Lei Orçamentária Anual e sua compatibilidade com a Lei de Diretrizes Orçamentárias, demonstrando a origem dos recursos a serem utilizados.

A portaria nº 11 autorizou o provimento de 13 cargos de professor da carreira de magistério superior, do quadro de pessoal do Comando da Aeronáutica, do concurso público autorizado pela portaria nº 358, de 15 de agosto de 2012.

O provimento dos cargos deverá ocorrer a partir de janeiro de 2014, e está condicionado à existência de vagas na data de nomeação; e à declaração do respectivo ordenador de despesa sobre a adequação orçamentária e financeira da nova despesa à Lei Orçamentária Anual e sua compatibilidade com a Lei de Diretrizes Orçamentárias, demonstrando a origem dos recursos a serem utilizados.

Fonte: G1
Saiba mais no SOS Concurseiro.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *