Home » News » MTE: Promessa de admissão imediata

Em entrevista à FOLHA DIRIGIDA, o coordenador-geral de Recursos Humanos do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), Luiz Eduardo Lemos da Conceição, falou sobre a importância da realização do concurso para área administrativa, com oferta de 450 vagas, sendo 415 para agente administrativo e 35 para contador. Ele observou que embora a quantidade não seja suficiente para atender à demanda, uma vez que a pasta necessita de, pelo menos, 1.800 profissionais, os novos servidores ajudarão a minimizar os danos causados pelo déficit de pessoal.

Luiz Eduardo afirmou que a seleção está prevista para ser homologada antes do período eleitoral, que começa em 5 de julho, permitindo, assim, a convocação dos concursados ainda em 2014. “O nosso objetivo é homologar o concurso no mês de junho, para podermos nomear os aprovados logo em seguida”, vislumbrou.

O coordenador ainda informou que o órgão tem interesse em convocar mais aprovados, além do número inicial de vagas, conforme permite o Decreto nº 6.944/209, da Presidência da República. Entretanto, para isso, há necessidade de autorização do Ministério do Planejamento, ressaltou. Ele também adiantou que os aprovados no concurso de auditor fiscal devem começar a tomar posse em fevereiro, e que o órgão negocia uma nova seleção para a carreira em 2014. As inscrições do concurso para área administrativa vão até o próximo dia 3.

FOLHA DIRIGIDA – O Ministério do Trabalho e Emprego realiza concurso destinado ao preenchimento de 450 vagas na área administrativa. Qual a importância dessa seleção para o órgão e de que forma os novos servidores poderão ajudar para a efetivação das políticas públicas e serviços prestados?
Luiz Eduardo Lemos da Conceição – Os novos servidores entram para recompor o nosso quadro de pessoal que, infelizmente, tem sofrido muito com a rotatividade. Há muitas pessoas que, ainda no ministério, têm buscado outras colocações no serviço público federal. Estudam, fazem outros concursos em busca de melhores salários. Este novo concurso visa a suprir parcialmente as vacâncias que surgiram desde a seleção anterior.

Por 2014 ser ano eleitoral em âmbito federal e estadual, somente poderão ser empossados este ano aprovados em concursos homologados até 5 de julho, quando inicia o período eleitoral. Qual a  previsão de homologação da seleção e para as convocações?
O nosso objetivo é homologar o concurso no mês de junho, para podermos nomear os aprovados logo em seguida.

Quantos servidores administrativos o MTE possui? São suficientes para atender à demanda de trabalho?
Hoje, em todo o país, temos 4.700 servidores. Mas essa quantidade não atende à demanda, pois nos últimos anos tem crescido muito a procura por carteira de trabalho, seguro-desemprego, mediação de conflito trabalhista, registro sindical. Tudo isso tem aumentado bastante. E por conta disso, estamos operando no limite da nossa capacidade.

Qual seria o número ideal de servidores? O senhor tem uma estimativa?
Pelo menos, 1.800 servidores. Isso seria o ideal. Nós sempre temos buscado que o Ministério do Planejamento nos dê mais servidores. Inclusive, o pedido do concurso foi para preencher 1.800 vagas. Entretanto, infelizmente, só foram autorizadas as 450 vagas.  O ministro Manoel Dias tem negociado a reposição do quadro.

Então, podemos dizer que as 450 vagas não são suficientes para atender à demanda?
Com certeza não irão suprir todas as necessidades que o Ministério do Trabalho possui.

A julgar pelo quadro exposto pelo senhor podemos dizer que são as grandes chances de aprovados além do número inicial de vagas serem convocados durante o prazo de validade, de dois anos, prorrogável por mais dois?
Sim. Mas para isso dependemos de autorização do Ministério do Planejamento. Sem ela, não temos como convocar mais aprovados do que o estabelecido na portaria do concurso.

Como a carência de pessoal prejudica o bom funcionamento dos trabalhos do MTE?
Gera uma sobrecarga dos atuais servidores do órgão e acaba comprometendo a qualidade e a entrega de um serviço mais rápido para o cidadão. Atrasa a concessão de seguro-desemprego, atrasa a emissão de carteira do trabalho, a concessão de registro sindical. Tudo que fazemos que depende de mão de obra administrativa fica comprometida com a carência de pessoal.

O senhor informou que o ministério tem sofrido com a evasão de servidores, por conta da defasagem salarial. O que será realizado para minimizar esse processo?
O ministro Manoel Dias nos pediu que elaborássemos para este ano um novo plano de cargos e salários. Com isso, tentaremos convencer o Ministério do Planejamento a reestruturar a nossa carreira.

E em relação ao quadro de pessoal da auditoria fiscal, como está a situação?
Temos autorização para nomear 100 servidores, mas temos déficit de cerca de 700 vagas, e para prover todas essas vagas precisamos de autorização do Planejamento.

Quando inicia a convocação dos classificados no concurso para 100 vagas de auditor fiscal do trabalho, cujo resultado final foi homologado recentemente?
Provavelmente em fevereiro.

O ministro Manoel Dias informou que quer novo concurso, com 500 vagas de auditor fiscal. Como estão as negociações?
O ministro tem feito gestões junto ao Ministério do Planejamento para conseguir essa nova autorização. Mas isso ainda se encontra num nível de conversa entre ele e a ministra Miriam Belchior (Planejamento). Lembro que pedimos 600 vagas, mas só foram liberadas 100. Vamos reiterar a demanda para tentarmos realizar o novo concurso.

O MTE possui muitos servidores próximos da aposentadoria?
Bastante. Nos próximos dois anos, pelo menos 20% do quadro de pessoal terá condições de se aposentar.

Que mensagem o senhor deixa para quem desejar fazer o concurso da área administrativa?
Que se preparem bem para o concurso e que venham com  disposição para o trabalho. Queremos pessoas que tenham o perfil de lidar com o atendimento ao público, pois é a demanda mais deficiente que nós temos.

Fonte: Folha Dirigida
Saiba mais no SOS Concurseiro.com.br

1 Comment

  1. Patricia Pimenta dos santos disse:

    É Bom quando voce dao oportunide para as pessoas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Login