Home » News » Tomam posse os primeiros aprovados no concurso do TJ/AM

Dos primeiros 52 aprovados convocados para a assinatura do Termo de Posse, apenas três não compareceram à solenidade realizada na manhã desta segunda-feira (27).

O presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembargador Ari Jorge Moutinho da Costa, e o corregedor geral de Justiça do Amazonas, desembargador Yedo Simões, deram as boas vindas e empossaram, nesta segunda-feira (27) os novos servidores do órgão, que foram aprovados no concurso público realizado no ano passado.

O resultado final do concurso do TJAM para servidores e serventuários do órgão – níveis superior, médio e fundamental -, foi divulgado em 17 de setembro de 2013. Menos de um mês depois, no dia 08 de outubro, foi homologado em sessão do Tribunal Pleno do TJAM. Em dezembro já começaram os atos de nomeações, seguindo o cronograma estabelecido na Portaria nº 2.579/2013.

Os primeiros colocados nos cargos de Analista Judiciário I, com formação em Direito, e Analista Judiciário I para qualquer área de formação superior (na vaga de pessoa com deficiência), Yuri Carminha Jorge e Tânia Garcia de Souza, respectivamente, representaram a primeira turma de aprovados nomeados e assinaram o Termo de Posse na presença do presidente do TJAM.

MAIS DE 65 MIL CANDIDATOS
Os primeiros aprovados, que concorreram com mais de 65 mil candidatos de todo o País inscritos no concurso, vão participar, a partir de hoje – até o dia 05 de fevereiro de 2014 – , do curso de formação inicial para servidores, realizado pela Escola de Aperfeiçoamento do Servidor. Após o término do curso, eles serão lotados, primeiramente, nas Varas Criminais, na Vara de Execução Penal e nas Varas da Fazenda Pública Municipal e Estadual do TJAM.

Para o desembargador Ari Moutinho, a posse dos novos servidores tem um significado mais especial, pelo fato de também ser a concretização de uma de suas metas, prometidas durante a sua posse como presidente da Corte. “Espero que, a partir do exemplo da minha gestão dentro desta instituição, que conseguiu realizar um concurso público após quase dez anos, o Tribunal de Justiça do Amazonas continue cumprindo esse preceito constitucional, de admitir servidores através de concursos públicos”, ressaltou Moutinho, complementando que era grande a satisfação de receber cada um dos novos servidores, que estão fazendo parte de um momento histórico do Poder Judiciário amazonense, um momento de quebra de paradigmas.

O corregedor geral de Justiça, Yedo Simões, comentou que os novos servidores são os funcionários da “era virtual” – uma vez que poucas Varas ainda possuem processos físicos – , que farão parte do novo, atual e moderno modelo da Justiça estadual. “Espero que este ano, já com a colaboração dos novos servidores, seja o ano em que o TJAM apresentará os melhores números nacionais perante os outros Tribunais do país. E ainda nessa gestão, que tem feito tudo para modernizar o Judiciário, com muito trabalho e transparência, ficamos honrados em receber os primeiros novos servidores aprovados em concurso público. Que vocês vistam a camisa do judiciário amazonense, para que juntos possamos realizar grandes projetos em prol da sociedade”, disse Simões.

CAPACITAÇÃO
De acordo com a diretora da Escola de Aperfeiçoamento do Servidor do TJAM, Wiulla Garcia, nos próximos dez dias estes “novos servidoresterão acesso a um leque de conhecimentos, ficando, assim, preparados para assumirem seus cargos ao final da capacitação”. No primeiro dia do curso de formação, os novos servidores terão conhecimento sobre o Planejamento Estratégico do Tribunal; Ambientação Organizacional; Organização Judiciária do TJAM; Ética no Serviço Público; e Plano de Carreira, Cargos e Salários, e Progressão.

CONCURSO
O concurso foi realizado pela Fundação Getulio Vargas (FGV Projetos) e ofereceu 300 vagas para os cargos de analista, assistente e auxiliar judiciários, níveis superior, médio e fundamental, respectivamente. Além de Manaus, sete municípios da região metropolitana da capital foram contemplados no certame – Careiro da Várzea, Careiro-Castanho, Itacoatiara, Iranduba, Manacapuru, Presidente Figueiredo e Rio Preto da Eva.

Fonte: D24am
Saiba mais no SOS Concurseiro.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Login