Home » News » CNEN: Assinado contrato com Idecan. Edital nos próximos dias

A Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen) publicou nesta terça, dia 11 de fevereiro, no Diário Oficial da União, o extrato do contrato que oficializada o Instituto de Desenvolvimento Educacional e Cultural (Idecan) como organizador do concurso que vai preencher 86 vagas em cargos dos níveis médio, médio/técnico e superior. A instituição já havia sido escolhida como responsável pela seleção no último dia 31, por meio de dispensa de licitação.

Como a oficialização do Idecan, por meio de contrato, a expectativa é de que o edital possa ser divulgado nos próximos dias. O diretor de Gestão Institucional da Cnen, Cristóvão Araripe Marinho, já havia informado à FOLHA DIRIGIDA que todos os esforços seriam feitos para que o concurso seja aberto até o final deste mês. A expectativa é de que o cronograma da seleção, assim como outras informações sobre as inscrições, sejam divulgadas a qualquer momento.

As 86 vagas estão distribuídas pelos cargos de assistente em Ciência e Tecnologia (20) e técnico em Ciência e Tecnologia (dez), de nível médio ou médio técnico (dependendo da especialidade); tecnologista (38) e analista em Ciência e Tecnologia, ambos de nível superior. O Rio de Janeiro será contemplado com 64 vagas, sendo 13 para analista de Ciência e Tecnologia, dez para assistente em Ciência e Tecnologia, 36 para tecnologista e cinco para técnico. Os outros estados que serão contemplados com oportunidades são Minas Gerais, São Paulo, Bahia, Pernambuco e Goiás.

Para os cargos de assistente e técnico, os vencimentos são de R$3.075,11, podendo chegar a R$4.837,11, conforme a titulação. No caso das funções que exigem a formação superior, a remuneração mínima é de R$5.281,53. Com especialização, passa para R$6.103,53. Os ganhos passam a R$6.882,53 para mestres e R$8.480,53 para doutores. Em todas as situações, os R$373 referentes ao auxílio-alimentação estão incluídos.

Embora exista um decreto presidencial que estipula um intervalo mínimo de 60 dias entre a divulgação do edital e aplicação das provas, este prazo será inferior no concurso da Cnen. Isso porque no dia 17 de janeiro havia saído, no Diário Oficial da União, uma portaria do Ministério da Ciência e Tecnologia reduzindo este prazo para 30 dias.

Essa decisão leva em conta dois motivos: o concurso será realizado no mesmo período que a Copa do Mundo e os exames serão aplicados em algumas cidades nas quais haverá jogos do evento; e por 2014 ser um ano de eleições, ou seja, é preciso fazer a seleção antes do período eleitoral. A Cnen pretende convocar os aprovados imediatamente após o concurso. A última seleção para a instituição ocorreu em 2010, e é provável que a nova siga os mesmos moldes.

Fonte: Folha Dirigida
Saiba mais no SOS Concurseiro.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *