Home » News » INSS: Solicitadas 2 mil vagas de técnico. 2º grau e R$4.400

Notícia quente sobre um dos concursos mais disputados no Brasil. Vinculado ao Ministério da Previdência Social, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) deverá receber autorização para a realização de um novo concurso ainda este ano. Segundo fonte do setor de Gestão de Pessoas, a autarquia solicitou ao Ministério do Planejamento a contratação de 3.080 novos servidores, sendo 2 mil técnicos e 1.080 peritos médicos previdenciários, mas o deputado Amauri Teixeira (PT/BA), que se reuniu com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, em conjunto com os deputados André Figueiredo (PDT/CE) e Roberto Santiago (PSD/SP), alega que o aval somente será dado para a carreira de nível médio. A oferta deverá ser de 1.500 vagas, já de acordo com o deputado do PSD paulista.

Até o momento, o Ministério do Planejamento não se manifestou sobre as informações dadas pelos deputados. A audiência com a ministra ocorreu no último dia 1º de abril. No encontro, também se discutiu a convocação dos excedentes do concurso de 2011 do INSS (leia matéria AQUI) e o adicional de fronteiras, para as carreiras que atuam nessas regiões. O cargo de técnico exige o nível médio e tem remuneração de R$4.400,87 (já contando com a gratificação de atividade Executiva e de desempenho de atividades do Seguro Social – 80 pontos). Já a função de perito médico requer graduação em Medicina e inscrição no Conselho Regional de classe. Os rendimentos são de R$10.056,80 (considerando 80 pontos de gratificação de desempenho de atividade de Perícia Médica Previdenciária). Em ambos os casos, aos valores estão acrescidos R$304 de auxílio-alimentação.

No último concurso para as carreiras, realizado em 2011, os técnicos resolveram 60 questões objetivas, sendo 20 sobre Conhecimentos Gerais (Ética no Serviço Público, Regime Jurídico Único, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Administrativo, Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico e Noções de Informática) e 40 sobre Conhecimentos Específicos. Para os médicos, foram cobradas 80 questões – 30 sobre, agrupando as disciplinas de Português, Ética no Serviço Público, Noções de Direito Constitucional e Noções de Direito Administrativo, e 50 específicas. A aprovação esteve condicionada à obtenção de, pelo menos, 30% de acertos em Conhecimentos Gerais, 30% em Conhecimentos Específicos e de 40% do total de pontos da prova. Os peritos aprovados nessa etapa passaram por uma avaliação de títulos. A organização coube à Fundação Carlos Chagas (FCC).

Fonte: Folha Dirigida
Saiba mais no SOS Concurseiro.com.br

2 Comments

  1. Delenice Bodaneze Essenfelder disse:

    Qdo será concurso, sou graduada farmacia, valor e onde será?
    Atenciosamente
    Delenice

  2. Rosane disse:

    Não se iludam com 2 mil vagas para técnico. No último concurso estudei bastante sozinha, só errei 8 de 60 questões e fiquei em 9° lugar. Nem na lista de espera consegui entrar. Como a inscrição é por agência e inscrevi-me para Santo André/SP onde mais de 10700 candidatos disputaram apenas uma vaga, somente os 5 primeiros ficaram na lista como habilitados à convocação. Vi gente ser habilitada com nota muito menor que a minha em agência com 2 vagas como em Mauá/SP e em São Bernardo do Campo/SP. São agências próximas, mas ofereciam duas vagas e não apenas uma. A inscrição por agência limita muito o número de habilitados. Minha dica então é: evitem inscrição para agência muito concorrida com apenas uma vaga, só sabemos a relação candidatos/vaga após a inscrição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Login