Home » News » Receita Federal: Média de 246,5 inscritos por vaga de auditor

O concurso para 278 vagas de auditor-fiscal da Receita Federal registrou um total de 68.540 inscritos em todo o país. A média é de 246,5 candidatos por vaga. São 65.871 inscritos para as 264 vagas de ampla concorrência (relação de 249,5 por vaga) e 2.269 para as 14 vagas reservadas a pessoas com deficiência (190,6). A seleção tem provas objetivas e discursivas previstas para os dias 10 e 11 do mês que vem. As avaliações serão aplicadas em todas as capitais, com os locais sendo informados a partir do dia 7 do próximo mês, no site da Esaf (organizadora).

Os números relativos à concorrência são bem maiores que os registrados no último concurso para o cargo, promovido em 2012. Isso pode ser explicado pelo fato desta ser a primeira vez em mais de 15 anos que é aberta seleção apenas para auditor, não havendo oportunidade para o cargo de analista-tributário, que também integra a carreira de auditoria da Receita Federal. Em 2012, houve 26.313 inscritos para 200 vagas de auditor (média de 131,56 por vaga), sendo 25.872 para as 190 vagas de ampla concorrência (relação de 136,16 por vaga) e 441 para as 10 chances reservadas a deficientes (44,1). No caso de analista, foram 93.692 para 750 vagas (média de 124,92 por vaga) de concorrência ampla e restrita a deficientes, distribuídas pelas área Geral e de Informática. Na oportunidade, o percentual de faltosos nas provas escritas foi de 46,38% para auditor e de 42,08% para analista.

Nas provas objetivas deste ano, os candidatos terão que solucionar 140 questões de Conhecimentos Básicos (Língua Portuguesa, Espanhol ou Inglês, Raciocínio Lógico-Quantitativo, Administração Geral e Pública, Direito Constitucional e Direito Administrativo) e de Conhecimentos Específicos (Direito Tributário, Auditoria, Contabilidade Geral e Avançada, Legislação Tributária e Comércio Internacional e Legislação Aduaneira). Na discursiva, serão duas questões, sendo uma sobre Direito Tributário e outra sobre Comércio Internacional e Legislação Aduaneira.

Serão aprovados e convocados para a sindicância de vida pregressa aqueles que obtiverem, nas objetivas, os mínimos de 40% dos pontos de cada disciplina e 60% da pontuação total do conjunto das provas e, nas discursivas, pelo menos 60% dos pontos totais. Será necessário ainda se classificar, em decorrência do somatório dos pontos obtidos nas objetivas e nas discursivas, até o limite estabelecido no Anexo II do Decreto 6.944/09. Sendo assim, para as 264 vagas de ampla concorrência, será necessário se classificar até a 528ª posição, o equivalente a duas vezes o número de vagas.

De acordo com o edital de abertura do concurso, os aprovados serão lotados em unidades centrais da Receita Federal, em Brasília, ou em unidades descentralizadas espalhadas por todo o país (com distribuição a ser definida). Entretanto, por meio da portaria de autorização do concurso, foi determinado que 28 vagas sejam para exercício inicial na Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc). A remuneração inicial do cargo de auditor, cujo requisito é o ensino superior completo em qualquer área, é de R$15.338,44, incluindo o auxílio-alimentação, de R$373.

A publicação e homologação do resultado final do concurso está prevista para 4 de julho, o que, caso se confirme, permitirá a nomeação dos aprovados ainda este ano. Caso a homologação ocorra após 5 de julho, os aprovados só poderão ser nomeados a partir do ano que vem, conforme a legislação eleitoral. O concurso terá validade de seis meses, podendo dobrar, período no qual o número de vagas poderá chegar a pelo menos 417 (incluindo as 139 correspondentes aos 50% sobre o número original de vagas, como permite a legislação), desde que haja autorização do governo.

Serviço: Locais de prova: www.esaf.fazenda.gov.br

Fonte: Folha Dirigida
Saiba mais no SOS Concurseiro.com.br

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Login